Por tiago.frederico
Publicado 26/10/2014 13:31 | Atualizado 26/10/2014 15:56

São Paulo - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em rápida coletiva concedida após votar em São Bernardo do Campo (SP), comentou que não vê risco de retrocesso democrático no País mesmo que a presidente Dilma Rousseff (PT) seja eleita com uma diferença pequena de votos.

Ex-presidente da República%2C Lula posa sorridente para foto%2C após confirmar voto em urna eletrônicaAnderson Gores / Agência O Dia

Para o ex-presidente, Dilma teve seu mandado alicerçado pela população e, nas palavras dele, apoia amplamente a democracia. "Esse país aprendeu a valorizar a democracia. A Dilma tem o povo brasileiro e grande parte da sociedade ao lado dela, por isso acredito que não haja nenhum reacionário tentando truncar o mandato como aconteceu com Getúlio Vargas."

A seguir, o líder petista alertou que os rumores de comprometimento da democracia decorrem de um discurso radical da oposição. "O que há de grave é que o discurso é muito semelhante. Se vocês, da imprensa, lessem o livro do [Franklin] Roosevelt (ex-presidente dos EUA), quando ele começou a fazer o 'new deal', vocês iriam perceber que os republicanos o tratavam da mesma forma que o Aécio tratou a Dilma", comparou Lula.

O ex-presidente chegou ao local de votação às 10h, acompanhado do prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), e do ex-ministro da Saúde e candidato derrotado ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha.

As informações são de Anderson Ramos, do iG São Paulo.

Você pode gostar