Por thiago.antunes

Rio - A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ) propôs neste domingo, sete ações contra os candidatos Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB) por propaganda irregular. As representações denunciam a prática do voo da madrugada, que consiste no lançamento de santinhos e outros materiais de campanha em vias públicas. Pezão responde a três representações e Crivella a três. Na sétima ação, os dois candidatos são réus.

“A conduta dos candidatos caracteriza propaganda extemporânea, uma vez que, embora não entregues nas mãos do eleitor, os santinhos foram esparramados para que fizessem uso deles no dia das eleições”, explicou o procurador regional eleitoral Paulo Roberto Bérenger. O voo da madrugada também é irregular pela quantidade de lixo que produz, o que viola a Política Nacional de Meio Ambiente e a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Uma recomendação foi enviada em setembro aos diretórios estaduais dos partidos políticos alertando sobre a irregularidade da prática. Para coibi-la, a PRE/RJ coordenou uma operação com os promotores eleitorais, que reportaram ao órgão durante o domingo as irregularidades encontradas.

Neste domingo ainda foi ajuizada mais uma representação por propaganda irregular contra Pezão, por fixar quatro placas em muros e nos arredores de escolas públicas municipais do Rio de Janeiro. A propaganda eleitoral em bens públicos é vedada pela legislação.

Você pode gostar