Por thiago.antunes

Rio - Beneficiário do sucesso dos projetos de segurança implantados pelo antecessor Sérgio Cabral, Luiz Fernando Pezão (PMDB) conquistou o eleitor da Zona Sul em peso. Omar Rolim, 29 anos, jornaleiro e morador de Ipanema desde o começo da gestão do ex-governador, viu o número de assaltos no bairro cair drasticamente.

Segundo ele, há quatro anos, a banca que fica na Rua Maria Quitéria com Prudente de Moraes, era roubada pelo menos duas vezes por ano. “Isso melhorou muito por aqui.Todos que moram e frequentam perceberam que a criminalidade saiu um pouco de cena na região”, afirmou Omar.

Outro ponto que conquistou o jornaleiro foi o anúncio, feito por Pezão, de que seriam abertos novos concursos para a Polícia Militar. “Crivella ia abrir só para os militares que estavam dando baixa no Exército. Isso beneficia poucos. Fora o fato que ele é uma espécie de ‘Garotinho 2’”, criticou.

O jornaleiro Omar acha que com as UPPs o bairro de Ipanema tem menos assaltos à sua banca de jornalPaulo Araújo / Agência O Dia

Na opinião dele, a população deu mais crédito a Pezão porque, durante a administração de seu partido, “nunca se puniu tantos policiais corruptos”. “Foram mais de 3 mil expulsos, e isso renovou a corporação. Deu mais vontade de servir”, elogiou. A garantia de continuidade do projeto de Polícia Pacificadora (UPP) também convenceu Eloane Stryjel, 36 anos, e Roberto Stryjel, de 65. O casal mora há 32 anos no Leblon e só tem elogios ao candidato eleito.

“Além de investir mais nas UPPs, dando condições de vida mais dignas, acho que a tendência nesse governo é que se valorize o policial, concedendo benefícios na saúde e auxílio moradia”, opinou Roberto, que é empresário da área da saúde. A escritora e psicóloga Eloane, também faz coro às boas intenções do governador eleito. “Ele tem tudo para continuar governando com eficiência, e acho que ele é até mais a cara do carioca do que o Cabral, que era mais o tipo ‘terno e gravata’”, concluiu.

Governador ganhou por um voto no município de Casemiro de Abreu

Alguns municípios do interior do estado apresentaram a maior vantagem para o candidato Luiz Fernando Pezão (PMDB) entre o eleitorado. Em Varre-Sai, no Noroeste Fluminense, o governador eleito teve vantagem histórica, com 88,16%. Já em Casemiro de Abreu, na Baixada Litorânea, houve a disputa mais acirrada: Pezão venceu por um voto (897 votos contra 896)

A presidente da Associação de Moradores de Varre- Sai, Cristiane Vioti, atribuiu a preferência do eleitorado a obras como a recuperação de 18,5 kms da RJ-214, que liga o municípios a Natividade, em abril deste ano. “O governo Pezão e Cabral trouxe investimentos que antes não existiam. Além disso, ninguém ficou sabendo nem das propostas do Crivella por aqui”, disse.

O presidente da Associação de Moradores, Carlos Dias, explicou porque o município ficou tão dividido. “A comunidade evangélica é muito grande e tinha tudo para dar Crivella. No entanto, Pezão conseguiu o apoio do ex-prefeito Paulo César Dames (PMDB), que no início tinha ficado do lado do Garotinho. Ele é muito influente por aqui”, afirmou.

Reportagem de Luiza Gomes

Você pode gostar