Por felipe.martins

Rio - Terminada a apuração presidencial, a batalha hostil que marcou as eleições continuou no campo virtual. Pela internet, eleitores derrotados destilaram sua ira sobre as pessoas que apoiaram a reeleição de Dilma Rousseff (PT), principalmente os nordestinos. No Facebook, logo surgiram dezenas de postagens que reivindicam o impeachment da presidente, além de projetos que sugerem a ‘separação’ do país.

Nas redes sociais teve de pedido de volta de Lula em 2018 até a exigência do impeachment da presidenta DilmaArte O Dia

Em várias publicações, a proposta é dividir o país entre os estados que apoiaram Aécio daquele em que Dilma ganhou. Eleito deputado estadual por São Paulo, o coronel Telhada (PSDB) sugeriu que “o Sul e Sudeste (exceto Minas Gerais e Rio de Janeiro que optaram pelo PT) iniciem o processo de independência de um país que prefere esmola do que o trabalho”.

O discurso ganhou eco e muitos eleitores do PSDB usaram as redes sociais para atacar as classes menos favorecidas. Em seu perfil, uma jornalista de São Paulo postou, indignada um vídeo que foi visto por mais de quatro milhões de pessoas: “Me preparando para viajar para Orlando. Sou rica, bem sucedida, estou bem de vida e tentei ajudar vocês, miseráveis, imbecis, burros, que votaram na (...) Dilma. Vocês são muito burros e vão depender de Bolsa Família e Bolsa Miséria para o resto da vida. Vocês vão continuar na m... Eu não, eu tenho condições de sair de país”.

O ator Dado Dolabella, oposição declarada a Dilma, publicou em seu perfil uma foto do mapa do país dividido entre Nova Cuba, com os estados em que ela teve mais votos, e ‘Brasil’, onde o candidato do PSDB esteve à frente.

Petistas brincam com os ‘coxinhas’

Por outra lado, o deboche e as piadas deram o tom da segunda-feira dos petistas, que utilizaram, principalmente, a falta de água em São Paulo para implicar com tucanos paulistas: “Eira, eira, eria, vai chorar na Cantareira”. Petistas pediram ‘desculpas’ aos adversário com uma imagem que virou febre: “Depois daquela com catupiry, você é minha coxinha preferida”, em alusão ao apelido dos tucanos. Ataques ao norte e nordeste também foram repudiados.

Você pode gostar