PR e PRB decidem apoiar Picciani na Alerj

Geraldo Pudim será primeiro secretário

Por O Dia

Rio - Depois de semanas de negociações e articulações em busca de cargos, o bloco formado por 12 parlamentares do PR, PRB e PC do B decidiu apoiar Jorge Picciani (PMDB) na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Com isso, Paulo Melo (PMDB), atual presidente da Casa, larga atrás na disputa para se manter no cargo.

A ideia do PR, segunda maior bancada da Alerj, era lançar uma chapa de oposição ao PMDB. Diante da não adesão dos parlamentares do PT e do Psol, o partido barganhou com os deputados e prometeu apoio a quem desse mais espaço na mesa-diretora.

Picciani agiu rápido: depois de prometer a primeira-secretaria a Samuel Malafaia (PSD), voltou atrás e entregou o cargo a Geraldo Pudim (PR) em reunião realizada nesta quinta-feira. Além disso, no entendimento do bloco, que promete ser de oposição ao governo, Picciani é mais independente em relação ao governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) do que Paulo Melo.

A decisão do bloco desagradou a Anthony Garotinho, cacique do PR. “Deveríamos votar em branco, pois não conseguimos criar chapa de oposição. Lamentavelmente este não foi o entendimento do bloco”, criticou o deputado federal em seu blog. No PRB, a formação do grupo significou uma derrota para o senador Marcelo Crivella. Ele defendia o nome de Paulo Melo, que o auxiliou durante a campanha eleitoral.

Últimas de _legado_Eleições 2014