Federação Italiana condena Roma a pagar 50 mil euros por racismo

Torcida cantou músicas racistas e ofendeu jogadores negros do Milan durante o empate em 0 a 0 pelo Campeonato Italiano

Por O Dia

Itália - Nesta segunda-feira, a FIGC (Federação Italiana de Futebol), condenou a Roma a pagar 50 mil euros (aproximadamente R$ 130 mil) de multa após a torcida cantar músicas racistas e ofender Mario Balotelli e outros jogadores negros do Milan, no domingo, em Milão, no empate em 0 a 0 pelo Campeonato Italiano.

Atacante do Milan reage após insultosEfe

A decisão tomada pelo juiz Gianpaolo Tosel visa a impedir que atos como o desta partida se repitam. O árbitro do jogo chegou a paralisar o confronto enquanto os coros racistas não parassem.

"A multa será aplicada porque os torcedores da Roma, durante a partida, se dedicaram de modo continuado a proferir coros e gritos que expressão discriminação racial a três jogadores da equipe rival. Isso levou o árbitro a suspender a partida durante o segundo tempo, para fazê-los desistir deste comportamento condenável", declarou a FIGC em nota oficial.

A Roma condenou a atitude de seus torcedores, também em nota oficial, emitida no site do clube da capital italiana.

"A Roma condena qualquer tipo de abuso racial. Este tipo de comportamento de qualquer torcedor de futebol, incluindo os nossos, é completamente inaceitável. Estamos comprometidos a enfrentar este problema de frente para levar o esporte para longe deste problema e promover o respeito a todos".

Últimas de Esporte