Com apenas uma derrota para gringos, brasileiros fazem bonito no UFC Jaraguá

Lucas Mineiro, Maldonado e Paulo Thiago se salvam de demissão com show no octógono catarinense

Por O Dia

Jaraguá do Sul - Os brasileiros não decepcionaram o público catarinense e deram show no card preliminar do UFC de Jaraguá do Sul, neste sábado. O peso leve Lucas Mineiro, o mosca Jussier Formiga, o meio-pesado Fábio Maldonado e o meio-médio Paulo Thiago se recuperaram de derrotas recentes, brilharam no octógono da Arena Jaraguá e afastaram o risco de demissão do Ultimate. O único a sofrer derrota contestável foi Hacran Dias. Os árbitros deram a vitória para Nick Lentz por decisão unânime.

Já os leves Gleison Tibau e Francisco Massaranduba finalizaram seus oponentes, mostrando que o jiu-jítsu brasileiro anda em alta. Mas tudo isso foi só um aperitivo para os confrontos que ainda estão por vir e que prometem enlouquecer os fãs de MMA.

Como é de praxe nos eventos do Ultimate no País, o público de Jaraguá fez muito barulho e, em alguns momentos, abafou a voz marcante do announcer Bruce Buffer. O mais ovacionado foi Maldonado, que venceu Roger Holett por decisão unânime (29 a 27, 29 a 28 e 29 a 27). O card principal traz Vitor Belfort x Luke Rockhold, Ronaldo Jacaré x Chris Camozzi, Rafael dos Anjos x Evan Dunham e Rafael Natal x João Zeferino.

LEIA UM RESUMO DOS COMBATES:

Lucas Mineiro x Jeremy Larsen (pesos-leves)
Os dois estrearam com derrota no UFC e pisaram no octógono pressionados pela obrigação de vencer. Empurrado pela torcida, Lucas começou agressivo, impondo seu estilo, mas o americano mostraria potência no jabs e cruzados. Mesmo muito cansado e após sofrer um duro knockdown num combate violento, o brasileiro conseguiu conectar um golpe de direita, aos 13s do terceiro assalto, nocauteando o rival. Festa brasileira na primeira luta do card.

"Decidi que ele não ia me derrubar. Eu adorei a luta e acho que abri a noite com chave de ouro. Estou muito feliz de ter ganhado essa vitória no Brasil", afirmou Lucas, após o combate.

Lucas Mineiro venceu combate desta noiteDivulgação

Jussier Formiga x Chris Cariaso (pesos-moscas)
O que tinha tudo para ser um confronto rápido, de muita técnica, se transformou em um combate amarrado, em que Jussier Formiga passou boa parte dos três rounds sobre o oponente. O brasileiro buscava a finalização a todo tempo, especialmente o katagatame, mas o americano fechava a guarda e impedia a montada completa. Não cedia espaço no solo. No fim, deu Formiga por decisão unânime dos jurados (29 a 28).

"Eu estava indo muito bem, mas no terceiro round ele me surpreendeu com a guilhotina e depois com a cotovelada. Ela estava encaixadíssima, tive que sair 'na tora', mas pensei 'posso apagar, mas não vou bater'. Entrei com a pressão extra de ter perdido na minha estreia, mas graças a Deus tudo deu certo", analisou o brasileiro.

John Lineker x Azamat Gashimov (pesos-moscas)
O brasileiro fez valer seu apelido 'Mãos de Pedra' e castigou o russo com seu boxe refinado, com potência de peso-pesado. John soube conduzir a luta, aplicou um knockdown no adversário na primeira etapa e venceu por nocaute técnico a 1min7s, do segundo round. Terceira vitória brasileira no confronto contra os gringos para alegria dos fãs, que lotaram a Arena Jaraguá. Lineker chega a sua segunda vitória consecutiva no Ultimate.

Fábio Maldonado x Roger Hollett (meio-pesados)
Com a corda no pescoço após três derrotas consecutivas, Fábio Maldonado entrou no octógono de Jaraguá do sul para matar ou morrer. Decidido a evitar uma iminente demissão, ele calibrou seu jogo em pé e castigou Roger Hollett com socos na linha de cintura e ganchos, deixando o canadense desnorteado. Hollet diminuía o espaço entre eles para não ser presa fácil do brasileiro, mas não conseguiu anular a superioridade de um dos melhores boxes do MMA brasileiro. Moral da história: decisão unânime a favor do atleta da team Nogueira, por 29 a 27, 29 a 28 e 29 a 27.

"Essa é uma vitória muito importante. Fiz algumas mudanças no meu camp, pela primeira vez treinei na minha cidade, Sorocaba. Trouxe algumas das melhores pessoas, especialmente Patricio Pitbull, que assumiu o controle. Estou me sentindo muito bem, poderia lutar de novo agora. Tomei um susto com aquele golpe baixo, mas optei por tirar um tempo e me recuperar antes de retornar para a luta", comemorou o peso-meio-pesado.

Maldonado venceu luta em JaraguáDivulgação

Iuri Marajó x Iliarde Santos (pesos-galos)
Estreante no Ultimate, o paraense Iliarde Santos foi presa fácil para o conterrâneo Iuri Marajó em solo catarinense. Em 2min31s, o 'Senhor UFC', por ter disputado nada menos que cinco eventos em território brasileiro, Marajó brecou uma sequência negativa de duas lutas, com derrota e 'no contest' (luta sem resultado), e voltou a vencer, agora por nocaute técnico. O atleta vibrou muito após o combate.

Paulo Thiago x Michel Trator (pesos-meio-médios)
Embora os árbitros tenham dado a vitória por decisão unânime a favor de Paulo Thiago, por 29 a 28, o Caveira não foi tão bem no primeiro round, mas se recuperou nos assaltos seguintes. O soldado do Bope de Brasília soube controlar o vigor físico de Michel Trator para vencer e afastar o risco de demissão, já que vinha de duas derrotas consecutivas. O estreante Trator, chamado às pressas para compor o card, fez boa luta e merece nova chance no Ultimate.

"Eu estava em uma posição delicada. Precisava da vitória e me dediquei bastante para isso. Ele é um atleta muito duro, muito experiente. Eu o admiro bastante e ele é cara muito legal", disse Paulo Thiago.

Gleison Tibau x John Cholish (pesos-leves)
Após um combate muito disputado, em que TIbau fez bom uso de cruzados e quedas, o brasileiro brindou o público com a primeira finalização da noite. Ele acertou um direto de direita, que desestabilizou o oponente. Na sequência, Tibau puxou Colish para a guarda com a guilhotina encaixada, aos 2min34s do segundo round, e venceu sua 12ª luta no evento.

Francisco Massaranduba x Mike Rio (pesos-leves)
Um dos lutadores mais populares da primeira edição do reality show TUF Brasil, Francisco Massaranduba foi muito saudado pelo torcedor local e não decepcionou em sua quarta luta pelo Ultimate. Com uma bela finalização por katagatame, o piauiense levantou o público e obrigou o wrestler Mike Rio a dar três tapinhas, aos 3min8s.

"Treinei muito isso no meu camp e graças a Deus consegui colocar em prática mais uma vez", afirmou o lutador, que venceu a segunda consecutiva por finalização.

Hacran Dias x Nik Lentz (pesos-penas)
Os lutadores fizeram um primeiro round muito amarrado, em que foi até difícil apontar que teria vencido a parcial. No entanto, Hacran mostrou superioridade nos rounds seguintes e só não finalizou porque o americano conseguiu escapar da pressão de um katagatame bem encaixado. O jeito 'amarrão' de Lentz, porém, confundiu os árbitros, que deram a vitória a ele por decisão unânime (29 a 27, 29 a 28 e 29 a 29).

Últimas de Esporte