Resignado, Muricy admite provável saída de Neymar: 'Perda grande'

Apesar da preocupação do treinador, atacante deixou o campo afirmando que jogo não foi seu último pelo Santos

Por O Dia

Neymar em duelo contra o CorinthiansDivulgação / Corinthians

São Paulo - Apesar de Neymar ter deixado o gramado da Vila Belmiro declarando que o jogo deste domingo contra o Corinthians não ter sido o último pelo Santos, o técnico Muricy Ramalho se mostrou resignado quanto a uma possível saída do atleta para a Europa. Barcelona e Real Madrid, ambos da Espanha, são os principais interessados no momento.

"Tivemos várias notícias que vieram da Europa no ano passado e no outro (2011), mas não aconteceu nada. Só que agora parece que está forte, mesmo. Só estamos ouvindo, que nem vocês (jornalistas). Porém, os rumores estão maiores. Na realidade, ainda não sabemos. Mas no momento em que o mercado abre, sabemos que existe sempre essa possibilidade. Será uma perda grande, o clube vai sentir", analisou.

O forte poderio econômico dos gigantes espanhóis, além das especulações que dão conta de possíveis interesses de Bayern de Munique (Alemanha) e Manchester City (Inglaterra), devem facilitar a saída de Neymar. Internamente, a diretoria santista deseja negociá-lo, para que o atleta não saia gratuitamente, após o fim do seu contrato, válido até julho de 2014.

"Assim é a vida, o Santos até que resistiu bastante. Os nossos dirigentes foram bastante elogiados, mas é difícil segurar o Neymar, com todo esse assédio, por muito tempo. Com certeza, o Santos vai sentir bastante se ele for embora", destacou o treinador.

Muricy Ramalho também lembrou que outros jogadores podem sair do Santos. O meia Felipe Anderson, na mira da Lazio (Itália), e o centroavante André, que recebeu sondagem do Vasco, para a disputa do Campeonato Brasileiro, estão entre os cotados para deixar o clube.

"Isso acontece sempre, com aqueles que têm bons jogadores. É uma coisa natural, quando se acaba uma competição. Não sabemos quais atletas podem sair, mas certamente propostas vão aparecer", concluiu.

Últimas de Esporte