Marin se defende de acusações e afirma que está processando Romário

Chamado de ladrão pelo deputado federal, presidente da CBF diz que 'toda mentira e calúnia serão respondidas na Justiça'

Por O Dia

Marin respondeu acusações de RomárioCarlos Moraes / Agência O Dia

Rio - José Maria Marin, presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), afirmou que está processando o ex-jogador e hoje deputado federal Romário (PPS-RJ). Em entrevista à Radio Bandeirantes nesta quarta-feira, o dirigente definiu as acusações recentes feitas como mentiras e calúnias.

“[Ele pediu uma CPI] para atacar a honra pessoal. Está em processo criminal e por danos, mas eu paro por aí porque está na Justiça. Não discuto o que está na Justiça. Toda mentira e calúnia serão respondidas e vai haver condenações”, disse Marin.

Romário vem constantemente atacando o presidente da CBF nos últimos meses. Em março, o deputado pediu a prisão de Marin por conta da divulgação de um áudio na internet que mostra o político dando esporro em quem fazia tráfico de influência em nome de Marco Polo del Nero, presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol) e vice da CBF.

O deputado ainda concedeu entrevista no início de junho à revista Marie Claire e chamou Marin de ladrão. Questionado sobre a imunidade parlamentar do ex-atacante, o cartola respondeu de forma dura.

"Quem falou que não pode processar? Imunidade é relativa", falou o presidente da CBF. “Eu não posso nesse instante desviar meu foco do futebol para tratar de mentiras e calúnias. A Justiça irá decidir o que é mentira e o que é verdade”.

Últimas de Esporte