Fred só pensa naquilo... fazer gol

Atacante é o artilheiro da seleção brasileira na era Felipão

Por O Dia

Goiânia - Fred estava chegando à sala de entrevistas, num hotel em Goiânia, quando Jean, seu companheiro no Fluminense e na Seleção, o elogiava como “um jogador fora do normal”. Artilheiro nato, o camisa 9 quer continuar fazendo a diferença no time de Felipão, de quem ganhou a confiança. Foram quatro gols em cinco partidas com a nova comissão técnica e o atacante, mesmo sem estipular números, só pensa em balançar as redes em todos os jogos da Copa das Confederações. A estreia será no sábado, contra o Japão, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Fred tem brilhado com a camisa da SeleçãoAndré Luiz Mello / Agência O Dia

“Números eu não sei, mas quero fazer gol em todos os jogos. Se der para fazer mais de um por partida, melhor ainda. Mas o mais importante é ganhar as partidas e fazer uma boa competição”, afirmou o atacante.

Se com o novo comandante Fred tem se dado bem, o mesmo ele não pode falar do antecessor, Mano Menezes.

“Para mim foi normal porque eu tive de fazer meu bom trabalho no Fluminense. Tive uma arrancada boa em 2011, depois em 2012 quando conquistei o título, a artilharia, e fui eleito o melhor jogador da competição (Brasileiro). Procurei sair das polêmicas com ele. Não me dava bem com ele, como já deixei público, mas nunca teve sacanagem. O que eu tive de falar eu falei. Ele não gostava de jogar com centroavante”, afirmou o ídolo tricolor.

MOVIMENTAÇÃO EM CAMPO

O artilheiro ainda brincou ao rebater as críticas que recebe sobre sua movimentação em campo: “Quando faço gols, dizem que só faço porque fico parado. Quando não faço gol, falam: esse aí só corre, mas é burro pra caramba. Isso faz parte. A gente vai amadurecendo e aprendendo a correr certo. Isso sim é o mais importante”, disse.

Sobre a fratura incompleta na costela, revelada durante a apresentação à Seleção, Fred garante que não tem problema algum.

"Já está 100% curada. Fiz tratamento intensivo com fisioterapia e acabou. As dores foram diminuindo a cada dia", garantiu Fred.

Últimas de Esporte