Por pedro.logato

Pernambuco - Sem nenhuma surpresa. Atuando na Arena Pernambuco, o Uruguai, mesmo com a equipe reserva, não teve nenhuma dificuldade para derrotar a equipe do Taiti por 8 a 0. Assim como nas partidas contra a Nigéria e contra a Espanha, o time da Oceania mostrou sua enorme fragilidade diante das seleções profissionais do futebol mundial.

Com o resultado, o Uruguai confirmou a sua classificação para as semifinais da Copa das Confederações. A Celeste irá enfrentar o Brasil, na próxima quarta-feira, no Mineirão. O time de Suárez e Cavani se classificou em segundo lugar do Grupo B. Na outra semifinal, que será disputada em Fortaleza, o confronto será entre Itália e Espanha, numa reedição da final da última Eurocopa.

Com mais uma derrota, a seleção do Taiti se despede do Brasil com 24 gols sofridos e apenas um gol marcado em três partidas. Apesar dos resultados negativo, a equipe da Oceania conquistou a torcida dos brasileiros em todos os jogos da competição.  No fim da partida, mesmo com a goleada, os jogadores do Taiti entraram em campo com a bandeira do Brasil para agradecer o apoio recebido em todas as sedes da competição. Além disso, uma faixa com os dizeres: 'Obrigado Brasil' foi exibida para os torcedores.

Atacante foi um dos destaques do UruguaiAndré Mourão / Agência O Dia

O JOGO

A equipe do Uruguai não perdeu tempo e com menos de um minuto de partida abriu o placar contra a frágil equipe do Taiti. Lodeiro cobrou escanteio, Scotti desviou e Hernández marcou de cabeça o primeiro gol do time celeste. Com a torcida ao seu favor, o Taiti buscou algumas jogadas ofensivas, mas a dificuldade técnica era bastante grande. Sem forçar, o Uruguai seguia superior, mas perdia boas chances. Aos 23 minutos, o time Sul-Americano ampliou com Hernánez novamente. O atacante dribou Jonathan Tehau e bateu no canto de Meriel. Três minutos depois, mais um gol. Gargano lançou Diego Peréz. O jogador tentou duas vezes, na primeira a bola tocou na trave, mas na segunda, o atleta não deu mole e fez o terceiro gol para os bicampeões do mundo. O Taiti teve uma grande chance aos 39 minutos. Chong-Hue fez fila, passou pelo goleiro Martín Silva, mas acabou perdendo o ângulo e a bola saiu pela linha de fundo. O Uruguai chegou ao quarto gol, antes do intervalo. Gargano deu belo passe para Hernández, que dominou bem e chutou para o gol, sem chances de defesa para Meriel.

O segundo tempo começou parecido com o primeiro. Com 3 minutos, Vallar derrubou Aguirregaray. Em menos de um minuto, o zagueiro Scotti viu a chance de marcar um gol, algo não tão fácil para um defensor, se tornar um pesadelo. O jogador bateu mal e Meriel fez a defesa. Um minuto depois, a situação de Scotti piorou. O zagueiro fez falta em Chong-Hue e acabou recebendo o segundo amarelo e foi expulso. No entanto, o time da Oceania não conseguiu aproveitar o período com um jogador a mais. Aos 14 minutos, Ludivion cometeu falta e recebeu o segundo cartão amarelo e acabou fora da partida. Um minuto depois, o Uruguai voltou a ampliar. Gargano fez boa jogada e bateu cruzado, dentro da área, Lodeiro desviou a bola e marcou o quinto dos uruguaios. Aos 20 minutos, Aguirregaray sofreu nova penalidade. Desta vez, Hernández cobrou e marcou o seu quarto gol na partida. Suárez, que entrou na segunda etapa, teve tempo de marcar duas vezes. No primeiro, o atacante do Liverpool passou pela zaga do Taiti e só rolou para o fundo das redes. Depois, o jogador recebeu livre e só deslocou o goleiro, fechando o placar da partida. Com os dois gols, Suárez se tornou o maior artilheiro da história do Uruguai com 35 gols. 


Você pode gostar