Por ulisses.valentim

Considerado um dos lutadores mais importantes da história do MMA, o brasileiro Rodrigo Minotauro defendeu Anderson Silva das críticas sofridas após a derrota contra Chris Weidman. Na luta principal do UFC 162, o Spider tentou desestabilizar o adversário com provocações. Porém, após abaixar a guarda, ele sofreu o primeiro nocaute da carreira.

“A tática dele de desestabilizar psicologicamente o oponente sempre funcionou, desta vez não deu certo. O Anderson tem um estilo próprio de luta, até por isso é o atleta que mais tempo segurou um cinturão dentro do UFC”, disse Minotauro.

Anderson Silva após a derrota para Crhis WeidmanDivulgação UFC

Parceiro de treinos de Anderson, o peso pesado ressaltou que perder faz parte do jogo. Na luta contra Weidman, o Spider defendia uma sequência de 16 vitórias seguidas no UFC, a maior da história do evento. “Apesar de ser imprevisível, ele também é humano e acabou atingido por um golpe que veio a definir o combate. Perder faz parte do jogo em qualquer esporte de alto rendimento”, explicou.

Rodrigo Minotauro ainda aproveitou para fazer uma analogia entre o MMA e o futebol. Na opinião do peso pesado, Anderson Silva está sofrendo pressão semelhante à de um jogador que perde um pênalti em uma final de Copa do Mundo.

“Acho que para ele foi difícil segurar toda aquela pressão de sempre. Fazer defesas fora de casa, com uma torcida muitas vezes contra, acho que isso pesou bastante. Considero o Anderson um craque do esporte e está sendo pressionado como aquele atacante que perdeu o pênalti na final da Copa do Mundo”, comentou.

Você pode gostar