Por pedro.logato

Rio - Os torcedores do Bonsucesso estavam com sorte no jogo e no amor. Enquanto o time garantiu a volta à Série A do Campeonato Carioca em 2014, ao empatar em 0 a 0 com o América, no Estádio Leônidas da Silva, a torcida vibrava com o ‘sim’ de Beatriz Lorena para o pedido de casamento de Thiago Protomartire.

Casal teve alegria dentro e fora de campo em BonsucessoAlexandre Brum / Agência O Dia

O time da Leopoldina chegou a seis pontos no triangular final da Segundona, e, mesmo com campanha idêntica a da Cabofriense, ficou em segundo lugar por causa do número de cartões amarelos. Já o América, com quatro, terá que disputar a Série B novamente em 2014.

“Ela aceitar (o pedido) foi minha maior felicidade hoje (ontem). Subir para a Primeira Divisão foi importante, mas o ‘sim’ marcou esse dia tão especial”, revelou Protomartire, torcedor do Bonsuça.

Assim como o time, que vai encarar a elite do futebol Carioca em 2014, o noivo já viu que os maiores desafios ainda estão por vir. Feliz com as flores na mão, Lorena fez questão de mostrar a personalidade forte que aguarda o noivo no novo lar.

Bonsucesso conseguiu acesso para Série A do CariocaAlexandre Brum / Agência O Dia

“Ainda bem que ele disse isso. Imagina se depois de cinco anos de namoro, eu aceito me casar com ele e o Bonsucesso é mais importante. Ia dar problema em casa”, brincou a noiva.

Mas não foi só o casal que saiu com um sorriso no rosto. Mesmo com o vice-campeonato, o técnico Ricardo Barreto comemorou a volta à Série A. E aproveitou para homenagear Leônidas da Silva — o inventor da bicicleta, que jogou pelo clube e dá nome ao estádio, teria completado 100 anos na sexta-feira se estivesse vivo. Quem também chega ao 100º aniversário em 2013 é o próprio Bonsucesso, no dia 12 de outubro.

“O Bonsucesso se superou no ano do centenário dentro de uma competição muito difícil. Está todo mundo de parabéns, nossa diretoria, nossa torcida, nossos jogadores e Leônidas da Silva, que está fazendo aniversário e lá de cima ajudou bastante”, lembrou o treinador.

Se de um lado havia festa, do outro o clima estava pesado. Mesmo assim, o técnico do América, Duílio, pediu para jogadores e torcedores manterem a cabeça erguida: “Agora é repensar o que foi feito e tentar pôr o América na elite no ano que vem.”

Você pode gostar