Por rafael.arantes

Natal - Uma aglomeração de torcedores no portão C do estádio Frasqueirão, em Natal (RN), provocou o retardo da partida entre ABC e Palmeiras, pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida foi atradada por mais de 30 minutos e teve início apenas às 16h55.

O estádio tem capacidade 18 mil torcedores, no entanto, a impressão era que havia uma superlotação no local. O presidente do ABC, Rubens Guilherme Dantas, por sua vez, garantiu que foi colocado à venda a carga total do estádio.

"Foi feita uma revista rígida, que tumultuou a entrada do pessoal. O problema é que o contigente da policia não é adequeada para o evento. Não existe superlotação, foi vendida a carga do estádio", declarou Dantas.

Torcedores pularam grade para entrar no estádioDivulgação

Quando as equipes já estavam em campo, perto do árbitro iniciar a partida, começou um grande tumulto no portão C do estádio, local de acesso da torcida da casa às arquibancadas. Torcedores, entre elas crianças e idosos, ficaram espremidos no alambrado e alguns tiveram de ser colocados por policiais para dentro do campo.

O palmeirense Wesley chegou a criticar a paralisação e lamentou o fato de colocar em risco a vida dos presentes. "A gente perde aquecimento, mas tomara que o pessoal resolva para continuarmos a partida. É complicado, porque a gente nunca sabe que pode acontecer. Vamos ver o que a polícia vai fazer. Tem de ter segurança", disse.

Antes, o comandante Albuquerque, da Tropa de Choque de Natal, chegou a se dirigir ao árbitro Marcos André Gomes da Penha para dizer que não poderia garantir a segurança dos torcedores e chegou-se a cogitar o adiamento do jogo. No entanto, por volta das 16h40, os policiais verificaram o entorno do estádio e conseguiram colocar alguns torcedores no setor das numeradas, que apresentava menor concentração.

Você pode gostar