Por fabio.klotz

Coreia do Sul - A seleção brasileira já está em Seul, onde sábado fará amistoso com a Coreia do Sul - terça-feira terá a Zâmbia pela frente, em Pequim, na China. Os primeiros jogadores a desembarcarem na capital coreana foram os que atuam na Espanha: Daniel Alves e Neymar, do Barcelona, e Marcelo, do Real Madrid, que chegaram ao hotel às 9h20 (de Brasília). Mesmo cansado pela viagem de 12 horas, Neymar foi solícito com a imprensa.

Neymar desembarca na Coreia do Sul para mais um compromisso pela SeleçãoReuters

“O trajeto é cansativo, mas vale a pena a viagem para defender a Seleção”, disse o camisa 11 do Barça, que ainda falou sobre a possibilidade de estar entre os três finalistas na eleição da Fifa de melhor jogador do mundo: “Não é uma coisa que me preocupa. O que eu quero é ajudar os meus companheiros de Barcelona e Seleção.”

Além de esbanjar simpatia, Neymar agrega valor ao seu futebol e ao seu nome. É o que mostra matéria do jornal catalão "Mundo Deportivo", que, após fazer pesquisa e consultar especialistas, descobriu que o craque já se valorizou desde sua chegada ao Camp Nou — os 65 milhões de euros (cerca de R$ 195 milhões) desembolsados pelo clube já teriam se transformado em 70 milhões de euros (R$ 210 milhões), mas o valor pode passar dos 100 milhões de euros (R$ 300 milhões).

“O investimento é um sucesso. Neymar está entre os melhores, tem qualidade, experiência, é uma marca em si mesmo e se adaptou rapidamente. Mas está no Barça, fator fundamental, pois está cercado dos melhores”, frisou Ramon Sostres, representante de Puyol, Iniesta e Bojan.

Empresário dos técnicos Guardiola e Tito Vilanova, Josep Maria Orobitg cita a contratação de Bale pelo Real Madrid como exemplo para falar sobre o valor de Neymar: “Por Neymar, poderiam pagar 100 milhões de euros (R$ 300 milhões). Dado o preço de sua contratação, ele já mostrou seu potencial. Acho que seu preço hoje está entre 95 (R$ 285) e 100 milhões de euros (R$ 300 milhões).”

Você pode gostar