Por ulisses.valentim

Paris - A final do Masters 1000 de Paris, disputada neste domingo, não foi a mais esperada pela maioria, já que o número 1 do mundo, Rafael Nadal, foi eliminado nas semifinais, mas isso não impediu a realização de uma grande partida na vitória do sérvio Novak Djokovic sobre o espanhol David Ferrer, que deixou a disputa pela liderança do ranking em aberto.

Com o título, Djokovic ainda tem chances de ultrapassar Nadal na lista da ATP e encerrar o ano como o melhor, repetindo os feitos de 2011 e 2012. Para isso, terá que ser campeão as Finais da ATP, em Londres, na próxima semana, e torcer para o espanhol vencer no máximo um jogo.

Novak Djokovic comemora mais um título na carreiraReuters

O segundo troféu de 'Djoko' em Paris, onde também triunfou em 2009, não foi obtido com facilidade. Do outro lado estava o defensor do título, que derrubou Nadal no sábado e sonhava ser o primeiro campeão do Masters 1000 por dois anos seguidos.

Sentindo-se em casa no carpete de Bercy, Ferrer dominou os dois sets e em ambos teve uma quebra de vantagem na maior parte do tempo. Nas duas vezes, porém, o sérvio reagiu e chegou ao 11º game com empates em 5-5. Também nas duas, o vice-líder do ranking quebrou o serviço do adversário e venceu sem a necessidade de tie-break

Você pode gostar