Por elisa.souza
Publicado 09/12/2013 19:56 | Atualizado 09/12/2013 19:59

França - Novos ares para a Fórmula 1. Nesta segunda-feira, em reunião em Paris, o Grupo Estratégico da Fórmula 1 e da Comissão da FIA, Federação Internacional de Automobilismo, definiu diversas alterações orçamentárias e regulamentais para a modalidade. Entre as novidades estão a numeração dos pilotos e a adoção de um teto para os custos das competições. As mudanças, com exceção ao limite orçamentário, passam a valer valem a 2014. Na última corrida do ano, o número de pontos será dobrado.

Confira as alterações aprovadas pela Federação Internacional de Automobilismo: 


Limite de orçamento

A ideia é que, a partir de janeiro de 2015, a F-1 tenha um teto orçamentário definido. Para isso, um grupo (que contará com membros da FIA, representantes da equipe e responsáveis pelos direitos comerciais do esporte) irá se reunir para aprovar um regulamento até junho do próximo ano.

Pneus testados

Para aumentar a segurança no esporte, de agora em diante o fornecedor de pneus poderá realizar três dias de teste antes das competições. Este ano, o período acontece entre 17 e 19 de dezembro de 2013.

Pilotos numerados

Os pilotos passarão a receber uma numeração de identificação, como já é praticado na Indy, Nascar e Stock Car. O número será reivindicado pelo próprio piloto. O número 1 caberá ao campeão mundial em exercício.

Punições

Cinco segundos é o tempo acordado entre as equipes para infrações menores. A maneira como a penalidade será aplicada ainda estão sendo discutidas, mas devem entrar em vigor já em 2014.

Final com pontos dobrados

Para manter a emoção do esporte em alta, a corrida final da valerá o dobro de pontos, o que quase garante que a decisão aconteça apenas na última etapa da competição.

Você pode gostar