Por pedro.logato
Publicado 11/12/2013 23:32 | Atualizado 11/12/2013 23:32

Rio - Dreads no cabelo, óculos escuros, terço nas mãos e um belo sorriso no rosto. Foi assim que o ex-lateral Perivaldo, de 60 anos, desembarcou, nesta quarta, no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Acompanhado do filho Marcelo e do presidente do Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Saferj), Alfredo Sampaio, ‘Peri da Pituba’, como ficou conhecido nos clubes pelos quais passou (Botafogo, Palmeiras, Bahia e Bangu), está de volta ao Brasil para tentar refazer a vida, após virar morador de rua em Portugal.

Perivaldo voltou para o BrasilOsvaldo Praddo / Agência O Dia

“A emoção de retornar é muito grande. Quero ver minha família de novo. Me faltam palavras. Agora tenho que sentar e descansar porque o voo foi longo. Mas quero ver o Rio de Janeiro”, disse o baiano, ex-seleção brasileira e que, em Lisboa, vendia utensílios antigos na Feira da Ladra.

Após 23 anos no exterior, o ex-jogador encontrou dificuldades. Tudo isso porque não soube administrar seu dinheiro. Cheio de recordações, Peri jogou ao lado de grandes craques com a Amarelinha, como Zico, Sócrates e Falcão.

“As pessoas nunca iriam acreditar que joguei na seleção brasileira e que agora estava nesta situação. Quero aproveitar esta oportunidade e não vou decepcionar os meus amigos, que acreditaram em mim. Mas vou ter saudades de Lisboa”, admitiu o ex-jogador, que ficou surpreso com os fãs que o recepcionaram no saguão no aeroporto.

TRABALHO GARANTIDO

Presidente do Saferj, Alfredo Sampaio disse que não vai virar as costas para a história do ex-atleta:

“Ele é um jogador que estava no exterior, morando na rua. A gente não podia virar as costas para isso, tínhamos que ajudar e foi isso que fizemos. Fomos lá buscá-lo. Ele vai trabalhar conosco a partir do ano que vem. Vamos tentar dar uma vida mais digna a ele”, garantiu Alfredo.

Do aeroporto, Perivaldo seguiu para a Barra da Tijuca, onde ficará hospedado em um hotel. Hoje, ele ainda deve conhecer o Novo Maracanã e rever alguns pontos turísticos da cidade. Amanhã, irá para Itabuna, na Bahia, cidade onde nasceu, para rever os familiares. Na sequência, irá para Fortaleza, no Ceará, onde ficará até fevereiro na casa do filho Marcelo, que também não escondeu a felicidade de ter o pai ao seu lado novamente.

“Graças a Deus tudo ocorreu da forma que planejamos. Agora é resgatar essa história bonita que ele escreveu e reconstruí-la. Tenho certeza de uma coisa: a partir de agora, Deus vai escrever uma nova história na vida dele”, disse Marcelo, que tentou ser jogador de futebol.

Você pode gostar