Por rafael.arantes

Rio - A comunidade Tavares Bastos, em 2007, foi a primeira a ser contemplada com o programa social da Escola de Vôlei Bernardinho. Seis anos depois, a EVB segue firme com os seus projetos e agora fecha uma parceria com a Cruzada do Menor e o Programa “Plantando o Amanhã”, ao lado do Shopping Nova América, em Del Castilho. Seguindo a metodologia do técnico e de sua equipe, serão oferecidas aulas de vôlei para crianças e jovens entre 7 e 20 anos. É a chance de formar cidadãos por meio do esporte e ainda revelar talentos das quadras.

"Para nós, da EVB, é a oportunidade de ampliar algo que queríamos desde o início do processo. Além de disseminar a nossa metodologia de trabalho, eu queria fazer um projeto social paralelamente à escolinha, que também conta com várias franquias pelo Brasil. As UPPs vieram nesse sentido e, antes, veio o núcleo da Tavares Bastos. Agora estaremos com mais esse projeto, que será espetacular, com um trabalho de muita qualidade para ajudar no processo de educação e transmissão de valores”, disse Bernardinho, técnico da seleção brasileira masculina de vôlei e da Unilever.

Bernardinho firma parceria com sua escolinha de vôleiCarlo Wrede / Agência O Dia

Acostumado a trabalhar ao lado do comandante com o esporte de alto rendimento, Ricardo Tabach se sente gratificado de levar o esporte para vários lugares com o minivôlei, que tem quadras menores e redes mais baixas. “O trabalho feito na Seleção, com o Bernardo como ídolo, naturalmente incentiva as crianças a entrarem no vôlei. É um processo natural. Mas ampliar para quem não tem oportunidade de entrar numa escolinha paga é muito legal. É o sonho de todos vivenciar o esporte”, afirmou Tabach.

As matrículas já estão abertas na Secretaria da Cruzada do Menor, ao lado do Shopping Nova América. As vagas são limitadas. As aulas terão início em fevereiro de 2014, em dois turnos. “A estrutura oferecida na Cruzada do Menor é fantástica. Acreditamos imensamente no sucesso do programa”, aposta o diretor de marketing da EVB, Ricardo Bergara.

A EVB tem planos de expansão para outras comunidades, através de parcerias, e conta com o benefício da lei de ICMS. O programa social teve início na Tavares Bastos em 2007, fruto de uma parceria com o Bope. Já na unidade Nova Brasília do Complexo do Alemão, a escola começou em 2011 e, em três dias de inscrições, todas as turmas estavam lotadas. Como já virou tradição, as duas comunidades ganham uma festa no fim do ano. “É um dia especial”, afirmou Bernardinho.

Você pode gostar