Por pedro.logato

Camarões - Camarões é o país mais representativo do continente africano quando o assunto é futebol. Grandes craques do mundo da bola, como Roger Milla, Samuel Eto’o e Jacques Songo'o saíram do país para fazer história em Copas do Mundo em um lugar marcado pelas belezas naturais com exuberantes parques naturais. Os camaroneses serão o segundo adversário da seleção brasileira no Mundial do Brasil.

Camarões apostam na sua renovada seleçãoDivulgação

O país vive uma realidade diferente de seus vizinhos e tem razoáveis índices para seus habitantes. O país é autossuficiente na produção de alimentos e tem um dos menores índices de analfabetismo do continente (28%) e tem um alto nível de analfabetismo, embora seja um dos menores da África (32%). A expectativa de vida do camaronês é a 14ª mais baixa do planeta e não chega aos 50 anos, em média.

Apesar de mais desenvolvido que a maioria dos países do continente, Camarões luta contra algumas crendices. Existe no país o hábito de se queimar seios de meninas quando elas chegam a puberdade. A medida serviria para adiar o início da vida sexual das moças, cortejadas desde cedo pela população masculina de Camarões.

O nome do país não é segredo para ninguém. Vem sim dos deliciosos crustáceos. Quando os navegadores portugueses chegaram ao país em 1472, se depararam com o Rio Wouri lotado de Camarões. Em 1916, quando ingleses e franceses dividiram o território, o nome foi estabelecido.

Roger Milla é maior jogador da história do futebol camaronês Divulgação

Embora o país tenha nome de crustáceo, o prato mais admirado pelos camaroneses é o ndolé, preparado com carne ou peixe, pimenta e amendoim. A carne de crocodilo e a de porco-espinho também fazem muito sucesso nas cozinhas locais.

Turisticamente, os palácios espalhados pelo país são programas imperdíveis para quem visita o país. As instalações luxuosas contrastam com a pobreza do país. O mesmo acontece na capital Yaondé onde os modernos prédios governamentais dividem a atenção com camelôs, plantações de de tabaco, laticínios e feijão.

Você pode gostar