Promotoria quer sequência de investigação da contratação de Neymar

Barcelona estaria simulando contratos do jogador

Por O Dia

Espanha - A Promotoria da Audiência Nacional espanhola pediu ao juiz Pablo Ruz que admita o trâmite de denúncia por apropriação indevida interposta contra o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, pela contratação de Neymar, diante da possibilidade de que os contratos da transação sejam "simulados".

Contratação de Neymar é investigadaReuters

O promotor José Perals pede ao juiz em seu relatório que dê sequência à denúncia apresentada pelo sócio do Barça, Jordi Cases. "Os contratos do jogador que foram assinados entre as partes em algumas ocasiões não correspondem ao indicado nos mesmos, tratando-se em algum caso de contratos simulados e em outros casos apresentam troca de tipo contratual de maneira fraudulenta", alerta a Promotoria. Perals apoia a tese de Cases.

O responsável pela denúncia alega que não se sabe a quantia que efetivamente foi gasta pelo Barcelona na contratação do atacante e que foi omitida dos sócios uma informação considerada pública. Embora considere que neste momento não é "urgente nem necessário" convocar Rosell para depor, o promotor pede ao juiz que dite uma série de diligências, entre elas pedir à Fifa que forneça a documentação da contratação.

Últimas de Esporte