Por ulisses.valentim
Espanha - O zagueiro Miranda garantiu nesta sexta-feira que o Atlético de Madrid seguirá firme na disputa por títulos no Campeonato Espanhol, Copa do Rei da Espanha e Liga dos Campeões da Europa, devido a forte preparação realizada para a temporada. "
Fisicamente vamos estar no topo até o fim. Fizemos uma boa pré-temporada, temos uma comissão técnica muito forte no aspecto físico, com o professor Carlos (Menéndez) e (Oscar) Ortega. Os dois estão nos colocando no limite", disse o ex-jogador do São Paulo, em referência aos dois preparadores físicos do clube.
Publicidade
As afirmações de Miranda serviram como uma nova resposta aos comentários feitos no início da temporada de que o Atlético não conseguiria jogar por uma temporada inteira futebol de alto nível.
"Muitos diziam nas três primeiras rodadas, muitos diziam no fim do primeiro turno, e estamos mostrando que somos fortes e é preciso seguir assim. Vamos pensando jogo a jogo, e tenho certeza que estamos brigando até o fim", garantiu o brasileiro.
Miranda comenta sobre a boa campanha do Atlético de Madrid no Campeonato EspanholDivulgação

O Atlético de Madrid, que neste fim de semana receberá o Sevilla, é vice-líder do Espanhol, com 50 pontos. Os 'Colchoneros' estão com a mesma pontuação do Barcelona, mas levam a pior no saldo de gols, e estão três pontos na frente do Real Madrid. Na Copa do Rei, o clube encarará o Athletic Bilbao, pelas quartas de final. Já na Liga dos Campeões, o adversário nas oitavas de final será o Milan.

Publicidade
Para todas as competições, Miranda afirma que o time conta com um trunfo: o estádio Vicente Calderón. "Nosso estádio é nossa força, e estamos demonstrando isso junto a nossa torcida, que está fazendo sua parte. Nós estamos respondendo à torcida, e é preciso seguir assim", disse.
O zagueiro ainda foi questionado por sua ausência nas convocações do técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, dando a entender em sua resposta que não espera se convocado para a Copa do Mundo de 2014.
Publicidade
"A seleção brasileira tem uma concorrência muito grande. Hoje não penso na seleção brasileira, hoje penso em meu clube, fazer o melhor para meu clube e estar bem. Estamos jogando três competições ótimas, e quero dar o máximo para ajudar a equipe", explicou.