Lais Souza não pode mover braços e pernas neste momento, diz hospital

Brasileira, que sofreu acidente de esqui, operou a coluna

Por O Dia

Estados Unidos - Com um trauma severo na coluna, Lais Souza continua internada na unidade de Terapia Intensiva Neurológica do Hospital da Universidade de Utah, em Salt Lake City. A brasileira sofreu um grava acidente de esqui. De acordo com o boletim médico, Lais está acordada, respira com auxílio de ventilação mecânica, mas não pode mover braços e pernas.

Lais Souza sofre acidente e fica fora da Olimpíada de InvernoDivulgação

Lais Souza teve de ser submetida a uma cirurgia para realinhar a coluna. Nos Estados Unidos, ela é assistida pelo neurocirurgião americano Dr. Andrew Daley e pelo especialista em traumato-ortopedia Antonio Marttos Jr. A equipe evita dar um prognóstico a longo prazo.

“Lais terá uma longa recuperação à sua frente. Neste momento, não podemos prever como será seu prognóstico em longo prazo. Ela está recebendo cuidados médicos excelentes e sua equipe médica está fazendo tudo para que ela tenha a melhor recuperação possível”, disse Antonio Marttos.

Ex-ginasta, Lais Souza treinava de olho nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi. Ela aguardava a confirmação de uma vaga no esqui aerials para a Olimpíada. A brasileira treinava nos Estados Unidos, ao lado do técnico canadense Ryan Snow, quando se acidentou gravemente.

Confira o boletim médico

Lais Souza, 25 anos, atleta integrante do Time Brasil, sofreu grave acidente enquanto esquiava em Park City, Utah, na última segunda-feira, 27 de janeiro de 2014. Neste momento, ela está sendo tratada na Unidade de Terapia Intensiva Neurológica do Hospital da Universidade de Utah, em Salt Lake City. Lais sofreu um trauma severo na coluna cervical.

De acordo com a equipe médica, Lais foi submetida a tratamento cirúrgico para realinhar a coluna cervical. Lais está acordada, segue comandos, mas não pode mover seus braços e pernas neste momento e está com o auxílio de ventilação mecânica para respirar. Está sendo cuidada pela Dra. Holly Ledyard, neurointensivista, e pelo Dr. Andrew Dailey, neurocirurgião, ambos da Universidade de Utah.

“Lais terá uma longa recuperação à sua frente. Neste momento, não podemos prever como será seu prognóstico em longo prazo. Ela está recebendo cuidados médicos excelentes e sua equipe médica está fazendo tudo para que ela tenha a melhor recuperação possível”, disse o médico do Time Brasil, Dr. Antonio Marttos.

Últimas de Esporte