Por fabio.klotz

Maranhão - O Rally Cerapió 2014 chegou ao fim. Foram quatro dias de prova, que cruzou litorais, serras e sertões de Ceará, Piauí e Maranhão em mais de 1.000 km. Em Barreirinhas (MA), destino final da competição, os vencedores do maior rali de regularidade das América Latina foram premiados.

Numa das disputas mais equilibradas, Guilherme Cascaes levou a melhor sobre Emerson Loth, o Bombadinho, campeão em 2013, na categoria master de motos. Numa prova de recuperação, o catarinense se sagrou tricampeão do rali e campeão da primeira etapa do Nacional. O cearense Helandio Onofre ficou em segundo lugar.

“Não fui bem no primeiro, no segundo dia, mas me recuperei. Como ganhei duas vezes, sempre existe uma pressão. Mas prova de regularidade exige muita paciência”, disse Cascaes.

Na categoria Master carros 4x4, o piloto Fernando Antônio de Pádua e o navegador Gustavo Schmitt, de Belo Horizonte, foram os campeões da última etapa quando ultrapassaram os cearenses José Augusto de Sá Neto e Wellington Rezende, que lideravam.

Campeão entre as bikes na categoria sub-40, Gilberto Silva, do Ceará, fez o melhor tempo do Cerapió em mais de 420km de prova.

“Foi duro, mas consegui me superar. Pela segunda vez sou campeão geral da prova e pretendo continuar me esforçando para manter esse ritmo”, disse.

* O repórter viaja a convite da organização do evento

Você pode gostar