Por rafael.arantes

São Paulo - Após rumores de uma possível saída do Santos em caso de venda do meia Cícero, o treinador Oswaldo de Oliveira, por meio de nota, negou que tenha ameaçado deixar o cargo. Entretanto a situação do jogador continua indefinida e seu futuro no clube é incerto.

Oswaldo não vai deixar o SantosMárcio Mercante / Agência O Dia

"Não sei de onde tiraram uma história dessas. Quem me conhece sabe que procuro cumprir meus compromissos. Meus dois últimos trabalhos foram cinco anos no Kashima Antlers (Japão) e dois no Botafogo. Não faz o menor sentido interromper o trabalho no Santos ainda tão no início Em momento algum eu cogitei essa possibilidade e muito menos relacionei isso à permanência ou saída de um atleta", ressaltou.

Sem muitas opções para o setor criativo, o meia Cícero tem sido muito elogiado por Oswaldo de Oliveira. "É claro que como todos que amam o clube, eu quero um Santos forte, com bons jogadores e o Cícero se enquadra nesse perfil", disse o treinador.

Após perder o meia Montillo para o futebol chinês, Oswaldo tem a sua disposição para o setor de criação, o meia Cícero, recém-contratado Lucas Lima e o jovem Serginho, número 10 do Santos no bicampeonato da Copa São Paulo de Juniores. O treinador afirmou que pretende dar oportunidades para todos no elenco.

Você pode gostar