Por rodrigo.hang

Espanha - Ninguém poderia imaginar que o Real Madri seria tão arrasador no Dérbi de Madrid. O Atlético, bem treinado por Diego Simeone, tem feito ótima campanha no Campeonato Espanhol, onde é o líder, com 57 pontos, três a mais que Barcelona e o próprio Real. Mas com uma atuação soberana, principalmente do argentino Di María, os Galáticos praticamente selaram a classificação para o segundo jogo do duelo, na próxima terça-feira, no Vincente calderón.

O Clássico da capital espanhola começou com o Real Madrid tomando atitude. O time comandado por Carlo Ancelotti dominava o jogo, com boa marcação. Com o apoio da torcida no Santiago Bernabéu, não demorou muito para abrir o placar.

Galáticos comemoram gol de Pepe%2C o primeiro da goleada por 3 a 0 sobre o rival Atlético de MadridEfe

Aos 16 minutos, Pepe marcou o primeiro gol do clássico. Di María recebeu a bola no meio de campo, driblou Diego Costa e tocou para o zagueiro luso-brasileiro, que arriscou de fora da área. A bola tocou no lateral esquerdo Insúa e entrou. A arbitragem espanhol validou como gol contra.

Quatro minutos depois, outro zagueiro chegou com perigo, desta vez para o Atlético. Em cruzamento na área do Real, Miranda dividiu a bola com Casillas e quase levou a melhor. Seria o empate dos Colchoneros.

Di María, que vinha fazendo boa partida, quase ampliou para os Galáticos. Aos 27, O meia aproveitou o espaço e chutou de fora da área. A bola bateu em Godín, mas vai para fora.

Três minutos depois, o Real chegou novamente com perigo. Jesé driblou o adversário pela esquerda, chutou e Courtois fez grande defesa. Na sequência da jogada, Modric tentou imendar para o gol, mas o goleiro belga fez nova defesa.

Aos 35, falta para o Real. Cristiano Ronaldo pegou a bola, ajeitou com carinho e fez sua pose característica para cobrar falta. O craque bateu muito mal, isolando para a arquibancada. Fato raro no Santiago Bernabéu.

O Atlético de Madri voltou para o segundo tempo sem Diego. O meia brasileiro já havia tomado cartão amarelo na etapa inicial e foi substituído pelo técnico Simeone. O argentinou optou pela entrada do uruguaio Cristian Rodríguez.

Diego Costa e Di María disputam lance; o brasileiro não jogou bem, já o argentino foi o melhor em campoEfe

O Real Madrid começou o segundo tempo querendo aumentar o placar. Logo aos seis minutos, o Galáticos chegaram bem ao ataque. Cristiano Ronaldo e Modric arriscaram a gol. O chute do português parou nas mãos de Courtois. Já a finalização do croata foi para longe do gol.

Cinco minutos mais tarde os galáticos ampliaram o placar. Di María fez bela jogada e toca para Jesé. O jogvem atacante apenas tocou para o fundo do gol: Real 2 a 0 Atlético.

O atacante Diego Costa andava sumido da partida. Só apareceu ao fazer falta em Di María e tomar cartão amarelo, aos 15. O jogador está suspenso do jogo de volta.

Aos 28, Di María fez o terceiro gol. Morata foi desarmado e a bola sobrou para o meia argentino, que arriscou para o gol. O chute esbarrou em Miranda, deslocou Courtois e foi parar no fundo das redes.

Nos últimos minutos, aos 40, Cristiano Ronaldo acertou um bom chute que obrigou o goleiro do Atlético a fazer boa defesa. Nos acréscimos, o português novamente apareceu com perigo na defesa adversária. Em boa jogada, ele tocou para Merata, que perdeu a chance de ampliar o marcador.

Dois minutos depois o árbitro Carlos Gomez apitou o fim do jogo. Vitória incontestável do Real Madrid. 

Você pode gostar