CBF consegue derrubar liminares que colocavam a Portuguesa na Série A

Entidade continua firme no objetivo de ter o Campeonato Brasileiro com 20 equipes

Por O Dia

Rio - A Confederação Brasileira de Futebol informou, nesta quinta-feira, que conseguiu derrubar todas as liminares da Justiça Comum que colocavam a Portuguesa de volta na Série A de 2014.

O responsável por cassar as liminares foi o advogado Carlos Miguel Aidar, que representa a CBF.

Escalação irregular de Héverton rebaixou a Lusa Divulgação

Relembre o caso:

Flamengo e Portuguesa foram denunciados e julgados pela escalação de André Santos e Héverton, respectivamente, na última rodada do Brasileiro. Em primeira instância, o STJD puniu os dois clubes com a perda de quatro pontos (três pela irregularidade e um pelo resultado dos jogos - o Fla empatou com o Cruzeiro e Lusa empatou com o Grêmio). Os clubes recorreram da decisão e levaram o caso para o Pleno do órgão. A decisão novamente foi desfavorável. A punição foi mantida, o que confirmou o rebaixamento do clube paulista e da salvação do Fluminense.

No caso da Lusa, Héverton deveria cumprir dois jogos de suspensão. Porém, cumpriu apenas um e foi relacionado para a última partida. Ele atuou por 17 minutos contra o Grêmio. A Lusa se defendeu com o argumento de que o duelo não influenciava o rumo do Brasileiro e que o BID da suspensão (site que monitora a situação dos atletas) mostrava que o meia estava liberado para jogar. A defesa não teve sucesso.

No episódio de André Santos, o lateral-esquerdo foi expulso na final da Copa do Brasil e deveria cumprir a suspensão na competição subsequente, o Brasileiro, mas entrou em campo contra o Cruzeiro. O Flamengo apostou na tese de conflito de resoluções nos códigos desportivos e até instruções da Fifa, mas não conseguiu convencer o STJD e foi punido.

O caso não parou por aí. Torcedores entraram na Justiça e conseguiram liminares a favor da Portuguesa. Uma delas, por exemplo, obrigava a CBF a manter a Lusa na Série A. A entidade, então, passou a atuar nos bastidores para derrubar as liminares.

A vitória da CBF na Justiça não encerra o caso. O Ministério Público investiga se houve ação criminal na escalação de Héverton pela Portuguesa.

Últimas de Esporte