Márcio Guedes: Uma noite épica para o Botafogo

Glorioso derrotou Deportivo Quito e exorcizou antigos fantasmas

Por O Dia

Rio - Pouco interessa se o adversário é fraco ou se o time não tiver vida longa na Libertadores. A goleada alvinegra tão cedo não será esquecida por tudo o que representou: a volta em grande estilo de uma torcida que estava arredia, mas que resolveu não apenas ir ao estádio — proporcionou um espetáculo épico com bela festa sob a égide do oportuno mosaico: ‘O gigante está de volta’.

Talvez como efeito, o time, mesmo nervoso no início, e sem um futebol brilhante, superou-se na garra e na determinação sem se intimidar com qualquer proposta de violência. Colocou em ação o famoso ‘espírito da Libertadores’ até porque os árbitros dessa competição têm outra interpretação de faltas. Mas o Botafogo venceu com todos os méritos porque foi mais competente, mais agressivo e teve ótimas atuações como as de Wallyson, Lodeiro, Jorge Wagner e Elias.

Belo mosaico marcou a festa alvinegra no MaracanãMárcio Mercante / Agência O Dia

Edilson e Gabriel foram importantes pela intensidade e grande participação. E Eduardo Hungaro, afinal, escalou certo, com um ataque mais forte, e soube mudar bem quando colocou Elias no lugar de Ferreyra. Vem chumbo grosso por aí, mas o cartão de visitas do Botafogo foi excelente.

ÓTIMO DUELO

O Fla x Flu, apesar de tudo, sempre traz boas surpresas e produz espetáculos de primeira. Amanhã vai ser o duelo entre o time de maior investimento — embora desfalcado — contra o Flamengo em excelente momento, com vitórias convincentes e um futebol alegre e ofensivo. Os dois estão praticamente classificados para as semifinais, mas o título da Taça GB motiva. Nas circunstâncias, o Flamengo leva vantagem por estar em um pique difícil de igualar.

A BELA SURPRESA

Wallyson não chega a ser uma novidade absoluta porque já foi artilheiro da Libertadores e teve fases boas no futebol mineiro e baiano.Problemas de lesão e de convivência o afetaram mas, agora, parece em um grande momento. Tem características muito boas: velocidade, audácia, drible em progressão e chutes a gol com qualidade. O Botafogo andava precisando disso mesmo e agora falta acertar melhor o esquema porque Elias dá mais opção de jogo e Ferreyra depende da jogada aérea.

VIDA NOVA

O Vasco tem muitos problemas estruturais, mas o time deste começo de temporada tem outra postura. A começar do goleiro, passando por outros reforços que têm tudo para acertar, como Aranda, e promessas que podem virar realidade, caso de Thalles. Agora há a possibilidade da contratação de Douglas, jogador experiente que sabe controlar bem o jogo no meio-campo. Ainda há a volta de Bernardo e Edmilson marcando os seus golzinhos.Vai dar para disputar o Carioca e se classificar na Série B.

NOVO ESTILO

Quem quiser assistir a um bom filme, estranho na abordagem de personagens excêntricos, com uma forma muito original de montagem e linguagem, não deve perder ‘A trapaça’, uma abordagem sobre trambiqueiros e corrupção, mas uma aguda análise da natureza humana, da ambição e até de diferentes formas de amar. Amy Adams está fabulosa e o diretor David O. Russell é um fenômeno. Nas pré-estreias, atenção para ‘Philomena’ e o provável vencedor do Oscar ‘12 anos de escravidão’.

O CIGANO PODE SER UM BOM REFORÇO

Embora o Botafogo esteja precisando mais de atacantes, a volta de Júnior César reforça o elenco em uma posição carente no futebol brasileiro. Ele pode se revezar com Julio Cesar, já tem experiência de Libertadores, foi do Fla, do Flu e do Galo e sua passagem pelo Botafogo agradou. No entanto, é um jogador irregular.Nas suas melhores fases, tem espaço em qualquer grande clube.

Últimas de Esporte