Com uniforme rubro-negro, Alemanha segura o Chile e vence teste para a Copa

Na estreia da camisa que homenageia o Flamengo, alemães passam sufoco da La Roja, mas ganha no estádio do Stuttgart

Por O Dia

Alemanha e Chile entraram em campo na última Data Fifa antes da convocação final para a Copa do Mundo. O amistoso foi na Arena Mercedes-Benz, que pertence ao Stuttgart. O técnico alemão Joachi Löw não pôde contar com o meia Thomas Muller e com o atacante Mario Gomez. Já o treinador chileno Jorge Sampaoli teve as ausências do goleiro Claudio Bravo e do volante Marcelo Díaz.

Na companhia de Schweinsteiger e Özil, Götze comemora o seu gol, logo aos 15 minutos do primeiro tempoEfe

O Chile começou pressionando a Alemanha. Sanchez e Vidal tiveram chances de abrir o placar. Entretanto, foi a Alemanha que chegou oa gol, aos 15 minutos. Em boa troca de passes, Schweinsteiger achou Özil dentro da área chilena. O meia girou e tocou para Götze. O craque do Bayern de Munique dominou e acertou belo chute no ângulo, sem chances para o goleiro Herrera.

Diferentemente do primeiro tempo, que foi truncado, o Chile se mostrou superior na segunda etapa. A equipe, bem treinada por Jorge Sampaoli, parecia estar jogando em casa. Os visitantes fizeram uma grande atuação nos 45 minutos finais da partida e apareceu com perigo em alguns lances. Aos 15, o meia Beausejour acertou um belo chute no travessão. Aránguiz, Vidal, Vargas e Sanchez jogavam bem e eram os responsáveis pelas principais jogadas da La Roja, dando trabalho ao goleiro Neuer. Valdivia, meia do Palmeiras, só entrou no jogo aos 30 minutos do segundo tempo.

A Alemanha, que deixou uma impressão ruim no amistoso desta quarta-feira, mesmo vencendo, é cabeça de chave do Grupo G, e tem a companhia de Portugal, Gana e Estados Unidos. Já o Chile, que jogou bem, mas perdeu, está no Grupo B, com Holanda, Espanha e Austrália.

Últimas de Esporte