Por pedro.logato

Rio - Aos poucos elas rompem barreiras e fazem história ao assumir postos na sociedade, antes exclusivos ao sexo masculino. Com a pesca, não é diferente. Dominado por homens, o esporte de vara e molinete cada vez mais cede espaço às pescadoras.

CONDIÇÕES DO TEMPO

Ventos de sudoeste deixam o tempo encoberto sujeito a chuva no fim de semana do Rio. O mar fica calmo com águas a 19 graus.

DICAS DE PEIXES

Mestre Canarinho (99953-8100)- As iscas são sardinha e lula: Quebra-Mar da Barra — pampo, galhudo, corvina e papa-terra; Cagarras — olho-de-cão, cavalinha, parguinho e marimbá; Gragoatá/Boa Viagem — covina, papa-terra, ubarana e carapeci-bandeira; Ilhas Pai e Mãe — corvina, papa-terra e cavalinha.

Carlinhos Piraúna - Pesca desembarcada: Arpoador — olho-de-cão (noite), riscadinho (dia); Diabo — pampo, galhudo e riscadinho; Copacabana (Santa Clara) — baiacu- arara e corvinota (manhã cedo); Leme — peixe-voador (dia), piraúna de bom tamanho e olho-de-cão (noite); Vermelha — carapicu (dia), lula (noite); murinho da Urca — anchoveta, carapicu e baiacu-arara.

Gilberto Ohoishi (22-99839-6442) - Para pesca embarcada: em Arraial do Cabo, na Praia Grande — tira-e-vira e pargo; na Ponta do Focinho — pescadinha, castanha e brota; na barra da Prainha — pescadinha; em Cabo Frio, por fora da Ilha Comprida — pescadinha e tira-e-vira;por dentr — olho-de-cão.

Você pode gostar