Por bernardo.argento

Estados Unidos - A luta pelo cinturão dos meio-médios do UFC na noite de sábado em Dallas, nos Estados Unidos, foi uma batalha equilibrada. Depois de cinco rounds e na decisão unânime dos árbitros, a vitória ficou para Johny Hendricks diante de Robbie Lawler.

O evento reuniu 19.234 pagantes, recorde nos EUA, e não decepcionou o público. O primeiro round já foi equilibrado, mas os lutadores evitaram logo entregar o jogo. Na etapa seguinte, eles trocaram muitos socos e Hendricks arriscava alguns chutes. No final, Lawler acertou rosto de Hendricks, que logo devolveu o golpe.

Johhny Hendricks (esquerda) conquistou o cinturão dos meio-médios Divulgação

Lawler acertou outro golpe no terceiro round e o rival já sangrava no nariz. Hendricks seguiu se defendendo no quarto round e levou um soco em cheio perto do fim, mas reagiu e ainda conseguiu derrubar Lawler. A luta seguiu em bom ritmo apesar do cansaço e, de novo no final, Hendricks derrubou o adversário. Depois de cinco rounds, os juízes deram a vitória para Hendricks por triplo 48-47.

Com a vitória, ele fica com o cinturão, que estava vago depois da saída de Georges St. Pierre por tempo indeterminado do UFC.

Uma vitória e uma derrota para os brasileiros

No card preliminar do UFC 171, a brasileira Jéssica Bate-Estaca venceu a norte-americana Raquel Pennington também em uma luta equilibrada e na decisão dividida dos juízes.

Já Renée Forte enfrentou o estreante Francisco Trevino e perdeu o duelo para o mexicano por decisão unânime

Você pode gostar