Faltando dois anos, COI  já reclama da preparação para Olimpíada do Rio

Ricci Bitti criticou os problemas da cidade para os Jogos Olímpicos de 2016

Por O Dia

Rio - A preparação para os Jogos Olímpicos de 2016 foi alvo de críticas nesta terça-feira. O Italiano Ricci Bitti, membro do Comitê Olímpico Internacional, em entrevista à agência Associated Press, afirmou que a Olimpíada do Rio tem tirado muito o seu sono.

"Podemos ser flexíveis na questão da infraestrutura, mas não com relação às sedes esportivas, e algumas delas estão em risco. Até para aquelas que não se consideram em risco, não vemos uma noção de urgência", afirmou.

Bitti declarou que o problema é com o poder público, apesar da boa vontade do Comitê organizador local. 

"Temos um comitê organizador com boas pessoas, mas sem o poder necessário para lidar com o problema. Estamos assustados. Não é um país como a China, onde você pode pedir às pessoas que trabalhem durante a noite. No Brasil, não é possível. O governo precisa mudar a velocidade. Temos que agir agora, porque se esperarmos mais seis meses – como parece ser o caso, olhando pela inatividade do governo –, acho que pode ficar muito sério. O comitê organizador está fazendo seu melhor, mas o governo não está apoiando. Não podemos esperar sempre que, no final, tudo estará resolvido. São os hábitos e o estilo dos sul-americanos, que não estão acostumados a sediar grandes eventos como esse", afirmou.

De acordo com membro do COI, Rio corre risco de não sediar a Olimpíada Efe

O dirigente ainda lembrou que os problemas do Rio de Janeiro para a preparação da Copa do Mundo não possuem nenhuma relação com os da Olimpíada.

"No fim, a Copa é um estádio, um hotel, em várias cidades. O Rio tem vários problemas", apontou.

De acordo com a Associated Press, as dificuldades com a Olimpíada do Rio dominaram os debates da assembléia geral da Associação de Esportes Olímpicos de Verão, que está sendo realizada na Turquia. Daqui alguns dias, a diretoria do COI vai se reunir no local para discutir o tema.

A agência ainda informou que Agberto Guimãres, diretor executivo de Esportes e Integração Paraolímpica, respondeu aos membros do COI, representando o Comitê Organizador, na Turquia.

"Ainda acho que podemos resolver isso e sediar grandes Jogos. No momento que não [pensar dessa maneira], renunciarei. Por favor, me ajudem a sair disso vivo e bem", foi o relato de Guimarães, segundo a Associated Press.

As maiores "dores de cabeça" em relação a preparação da Olimpíada estão relacionadas às reformas no Complexo de Deodoro, campo de Golfe, Estádio Olímpico (Engenhão) e Parque Olímpico.

Eduardo Paes minimiza declaração de membro do COI

O prefeito Eduardo Paes minimizou as declarações de Ricci e garantiu que os Jogos serão realizados no Rio de Janeiro. "Não foi o COI (quem falou), foi o presidente da federação de tênis. E o estádio dele está mais do que em dia", disse Paes.

Últimas de Esporte