Contra-ataque: Uma grande noite para o Flamengo

Rubro-Negro quer vencer no Maracanã para avançar na Libertadores

Por O Dia


Rio - O Flamengo tem tudo para festejar hoje a sua classificação para as oitavas da Libertadores. Conseguiu o mais difícil que foi vencer no Equador e deixar tudo para ser decidido no Rio. E a torcida, que já esgotou os ingressos, não acredita que o time vá pisar na bola outra vez porque os vacilos de Amaral e e Wallace já custaram caro.

O time se reequilibrou e se tranquilizou nas mãos de Jayme, que poderá dispor hoje de praticamente todos os titulares e utilizar Léo Moura, André Santos e Elano, importantes para um momento decisivo. Até mesmo Alecsandro, que veio da reserva, parece no pique para ser decisivo pela sua frieza e experiência.

O adversário não é assim tão fraco e traz a tradição de luta e velocidade dos mexicanos. Vai jogar no contra-ataque, pode ser perigoso, mas, pelo que se viu em León, não é nenhum bicho-papão. Aliás, o Flamengo é o melhor dos quatro times do grupo e é natural que se classifique. Não precisava ter se complicado tanto.

Flamengo busca vitória contra o LeónMárcio Mercante / Agência O Dia

MÁ IMPRESSÃO

Paulinho até que se saiu bem nas entrevistas ao explicar por que imitou o gesto de Cristiano Ronaldo, aquele do ‘eu estou aqui’. O que parecia ser, a princípio, pura marra, imaturidade fora do contexto, virou homenagem ao ídolo e ao filho pequeno. Paulinho parece ser gente boa, vive ótima fase na carreira e começa a cair nas graças da torcida. Mas tem que manter os pés no chão e deixar a individualidade dentro dos limites normais. Mesmo para um grande craque, a discrição sempre é uma boa.

CONFUSÃO

O Botafogo de Eduardo Hungaro tinha tudo para estar agora numa boa, já classificado. Mas, ao contrário, vai cair em caldeirão contra um San Lorenzo em melhor fase e tem poucas chances de sobreviver. Ainda mais em um país convulsionado e à beira de uma greve geral logo depois do jogo. Há coisas que só acontecem ao Botafogo e, dizem por lá, há coisas que só acontecem ao San Lorenzo. Vamos ver quais santos serão mais fortes para compensar a evidente fragilidade dessa dupla.

NOVA MARCA

Antes mesmo da estreia, está na cara que o técnico Cristóvão Borges arma um time mais leve, mais ofensivo, com apenas dois volantes e abre espaço para Wagner e Sobis no mesmo time. Não deixa de ser estimulante, mas será preciso muita determinação e marcação na perda de bola no jogo de amanhã contra o Horizonte. Preservar Walter para o segundo tempo também parece oportuno porque as suas condições físicas, mesmo com o emagrecimento, não são as ideais.

O POETA

Pelé não foi feliz ao fazer comparações entre aeroportos ultrapassados e acidentes com mortes nas obras da Copa. Pareceu que não tinha se importado com a tragédia, embora quisesse dizer que, no exterior, esse tipo de acidente não é considerado incompetência e a questão dos aeroportos se presta mais a críticas. Mas misturou estações indevidamente. O Rei precisa de um assessor para assuntos aleatórios. Caso contrário, vai se enrolar mesmo quando a intenção é correta.

SUSTOS E ZEBRAS NA LIGA DOS CAMPEÕES

Poucos acreditavam que, depois da rodada de ida, Real Madrid e PSG correriam algum risco na volta. Mas não foi bem assim. O Real penou contra o Borussia Dortmund, perdeu por 2 a 0 e quase fica pelo caminho.Sentiu muito a falta de Cristiano Ronaldo e passou perto do desastre. Já o Paris Saint-Germain, depois dos 3 a 1 em casa, caiu para o Chelsea por 2 a 0 e foi melancolicamente eliminado. Depois dessa, Barcelona e Bayern de Munique que ponham as barbas de molho nos jogos de hoje contra Atlético de Madrid e Manchester United, respectivamente.

Últimas de Esporte