Renan Barão mostra confiança para disputa de cinturão dos galos do UFC

Com adversário confirmado, brasileiro projeta luta dura contra T.J. Dillashaw

Por O Dia

Renan Barão quer continuar com o cinturão do UFCDivulgação

Rio - Ao lado de José Aldo, Renan Barão é um dos brasileiros que detém atualmente o cinturão do UFC. Depois de passar mais de dois anos com o título de campeão interino dos pesos galos da organização, ele finalmente tem o prêmio de fato. Com uma responsabilidade maior, Barão mostra bastante confiança para o próximo confronto pelo cinturão, que será contra o americano T.J. Dillashaw, no UFC 173, no dia 24 maio em Las Vegas.

"Eu achava que iria enfrentar o Raphael Assunção, mas infelizmente ele está com uma costela quebrada e então não pode me enfrentar. Mas se não fosse agora, em outro momento eu iria pegar o T.J. Dillashaw, porque ele é um dos tops da categoria. Pode vir quem quiser!", comentou.

O lutador também falou sobre a importância de ter dois campeões na mesma academia (Nova União). Para ele, o material humano que eles têm à disposição faz a diferença para os lutadores manterem o alto nível nas competições.

"Ter dois campeões na mesma academia é fruto de muito trabalho de todos. Quando fica faltando um ou dois quilos para bater o peso é mais complicado, mas nós damos uma ralada maior para atingir a meta. Os treinos estão muito fortes e intensos, de manhã eu treino jiu-jitsu e de tarde estamos focando no wrestling e muay thai", disse.

Barão também comentou que não pode relaxar e que precisa lutar com mais cautela para continuar detentor do cinturão com mais facilidade. Ele não quer mudar o seu estilo agressivo (de buscar o nocaute ou finalização) para deixar o combate mais amarrado.

"Lutar com cautela é porque há muito tempo estão estudando o jogo do campeão, e uma luta por título não é chegar lá dar um soco e ir para casa. Vai ser uma luta dura, e eu espero vencer mais uma e continuar com o cinturão", finalizou.

Últimas de Esporte