Por fabio.klotz

Rio - O Bahia entra no Brasileiro embalado pelo título estadual e com a missão clara de deixar para trás a sina de brigar para fugir do rebaixamento. Para isso, a equipe conta com velhos conhecidos do futebol carioca em seu elenco, como Marcelo Lomba, Galhardo, Titi, Fahel, Rafinha, Rhayner e Maxi Biancucchi.

Fahel é um dos pilares do time e foi fundamental no título estadualDivulgação

O técnico Marquinhos Santos tem um bom time em suas mãos, que pode seguir o embalo do título do Campeonato Baiano para iniciar o Brasileirão com todo vapor. Cabe ao Tricolor se utilizar da mistura dos mais veteranos do elenco com os jogadores mais novos.

O time do Nordeste também tem um plano ambicioso para aumentar sua renda. Atualmente, a maior receita do clube está relacionada aos direitos televisivos. O objetivo é fazer que o programa de sócios seja a segunda maior fonte de renda do Bahia. São 18 mil cadastrados ao todo, sendo 16 mil ativos.

O destaque

Um baixinho esquecido por muitos, mas lembrados por todos que acompanharam o Campeonato Brasileiro em 2013. Esse √© Maxi Biancucchi. O argentino, que ganhou fama por ser o primo de Lionel Messi e teve uma passagem apagada pelo Flamengo, foi o grande destaque do Vit√≥ria, maior rival do Bahia, e foi contratado para repetir as boas atua√ß√Ķes do ano passado.

Maxi Biancucchi trocou o Vitória pelo Bahia é uma das apostas do timeDivulgação

Time-base

Marcelo Lomba, Galhardo, Titi, Demerson e Raul; Fahel, Hélder, Anderson Talisca e Lincoln; Maxi Biancucchi e Rhayner.

Você pode gostar