CBF considera atitude da Lusa como abandono de campo e clube vai voltar ao STJD

Em comunicado oficial, entidade afirma que tribunal vai julgar partida que deve ser declarada como W.O. favorável ao Joinville

Por O Dia

Rio - A CBF se pronunciou na noite desta sexta-feira, após o cancelamento da partida entre Joinville e Portuguesa. Segundo a entidade, a atitude do time paulista de deixar a partida vai fazer a Lusa ter que voltar ao STJD. A ação foi considerada abandono de campo e o clube será julgado pelo tribunal por conta disso.

Jogadores da Portuguesa deixam o gramado em Santa CatarinaDivulgação

Partida cancelada

Com 17 minutos de jogo, o confronto entre Joinville e Portuguesa foi paralisado pelo delegado da partida, Laudir Zeliani, que subiu ao gramado para cumprir a liminar do torcedor, Renato de Britto Azevedo, referente aos pontos perdidos pela time paulista, que acabou rebaixada em 2013. Com isso, a equipe de São Paulo deixou o campo. Depois do ocorrido, a CBF entrou em contato com o oficial de Justiça exigindo o retorno da partida, mas a Lusa não acatou a ordem e o jogo foi cancelado. Sem se posicionar, a arbitragem afirmou ao fim do jogo que vai entregar a súmula em branco.

Confira a nota divulgada pela CBF:

"O ato apresentado ao delegado do jogo não tem nenhum eficácia jurídica pois foi proferido por juíza incompetente e que descumpriu determinação do Superior Tribunal de Justiça, que decidiu que o juiz competente é a 2ª vara civil, da Barra da Tijuca, do Rio de Janeiro, que proferiu decisão contrária. A Portuguesa, apesar de advertida pelo juiz da partida, que deveria ter dado continuidade à partida, optou por não voltar, o que configura abandono de jogo ou W.O., que será apreciado e julgado pelo STJD."

Últimas de Esporte