Por ulisses.valentim

Inglaterra - Quem achou que a festa em Madri teria acabado ontem, com a vitória do Real Madrid sobre o Bayern de Munique se enganou. O Atlético de Madrid, que vive a anos na sobra dos grandes espahnóis, se superou e conseguiu a façanha de vencer o Chelsea no Stanford Bridge por 3 a 1, com gols de Adrián, Diego Costa e Arda Turan para os Colchoneros e Fernando Torres descontando para os londrinos, e se classificou para a final da Liga dos Campeões após 40 anos, quando foi derrotado para o Bayern por 4 a 0 em Bruxelas.

>>> Confira as imagems da vitória do Atlético de Madrid sobre o Chelsa em Londres

Os rivais de cidade Real Madrid e Atlético se confrontam na grande decisão em Lisboa, no dia 24 de maio. Após 14 anos teremos uma final espanhola na Liga dos Campeões. Na última vez que isto ocorreu, os Merengues venceram o Valencia por 3 a 0 na França e conquistaram seu nono título continental. Já o Colchoneros vão em busca do seu primeiro conquista da competição.

Jogadores do Atlético de Madrid comemoram gol sobre o ChelseaReuters

O JOGO

Com o empate sem gols na primeira partida do confronto, as equipes começaram a jogo se estudando e sem muita ofensividade. Os lances de perigo surgiam em bolas paradas. Aos 3 minutos, em escanteio para o Atlético, a defesa afastou, a bola sobrou para Koke tentar levantar na área novamente, e meio sem querer, acertar o travessão e em seguida a trave direita. Depois desse lance, entre os times esfriaram a partida até a metade do primeiro tempo. Com 22, ivanovic cobra lateral para David Luiz na área, o brazuca dominou, faz a bicicleta, e a bola vai para fora.

Aos 35, depois de muitos toques para o lado e poucas oportunidades, finalmente a rede foi balançada. Aos 35, Willian fez linda jogada na ponta direita, passando por dois jogadores, Azpilicueta completou a jogada com um cruzamento rasteiro, e Fernando Torres, oportunista como sempre, chutou a bola que desviou na defesa tirando toda oportunidade de Courtois defender. Mostrando que é um time guerreiro e dificil de ser batido, o Atlético contou com a sorte para empatar a partida. Aos 43 Tiago cruzou, Cahil furou no corte e Juanfran acreditou e conseguiu tocar para o centro da área. Adrián chutou de canela e completou para os Colchoneros, que terminaram o primeiro tempo colocando um pé na final em Lisboa.

O atacante Diego Costa marcou%2C de pênalti%2C o segundo gol do Atlético de MadridReuters

Se o primeiro tempo foi morno, no segundo não faltou emoção. Lembrando do seu passado glorioso, o Atlético de Madrid se impôs ao Chelsea em terras ingles e mostrou que está muito afim de vencer esta edição da Liga dos Campeões. Aos 7 minutos, em falta para o Chelsea na intermediária, Terry cabeceou a bola baixo, e Courtois realizou grande defesa. Aos 12 minutos, Eto'o derrubou Diego costa na área e juiz assinalou o pênalti. Em seguida, o brasileiro naturalizando espanhol mostrou frieza e tranquilidade para marcar e aumentar a vantagem do time espanhol.

Cirúrgico, o time madrilenho impediu qualquer chance de reação nos Blues. Aos 25, Juanfran cruzou, Arda Turan cabeceou na trave e aproveitou o próprio rebote para fazer o terceiro e liquidar a fatura. Após isso, os torcedores do Atletí foram a loucura e não paravam de gritar um momento enquanto muitos torcedores do Chelsea deixavam as dependências do Stanford Bridge. A história foi feita na Liga dos Campeões e ela tem nome: Atlético de Madrid.

Você pode gostar