Belfort é liberado pela Comissão Atlética e já pode voltar a lutar no Brasil

Lutador estava sem lutar para evitar uma suspensão pelo uso de TRT

Por O Dia

Rio - O brasileiro Vitor Belfort já pode respirar mais aliviado. O lutador foi liberado pela Comissão Atlética Brasileira para voltar aos ringues no Brasil. A proibição do uso da Terapia de Reposição de Testosterona (TRT), na qual o lutador se beneficiava, continua vigente. Mas Vitor Belfort já suspendeu o seu uso e está liberado.

Vitor Belfort está liberado para lutar no BrasilDivulgação

"Ele pode lutar aqui no Brasil, mas não pode usar a TRT. Já que ele não tem mais a licença para usar a TRT, ele seria testado como qualquer outro lutador”, disse o Dr. Marcio Tannure, diretor médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA, ao site MMA Fighting.

Segundo o doutor, o brasileiro poderia lutar até mesmo na final do TUF Brasil 3, que acontece no dia 31 de maio.

"De acordo com a licença da CABMMA, ele poderia lutar, sem problemas. Ele seria testado como qualquer outro lutador. Se ele não passasse no teste, seria suspenso como qualquer outro também”, afirmou.

Para voltar a lutar nos Estados Unidos, Belfort teria de dizer o resultado de um teste surpresa realizado no World MMA Awards ('Oscar' das artes marciais), feito em fevereiro.

A proibição do TRT já fez com que Vitor Belfort tivesse de abrir mão da disputa do título dos médios, contra Chris Weidman, abrindo a vaga para que Lyoto Machida encarasse o campeão, no UFC 175, no dia 5 de julho.

Minotouro encara Anthony Johnson

O Ultimate confirmou a luta entre os meio-pesados Anthony Johnson e o brasileiro Rogério Minotouro, para o UFC on Fox 12, dia 26 de julho, em San Jose, Califórnia. Segundo os dirigentes, o acordo ainda seria verbal.

Últimas de Esporte