Por pedro.logato


Estados Unidos - Cada luta é uma batalha Homérica para Renan Barão. Contra TJ Dillashaw, neste sábado, no UFC 173, em Las Vegas (EUA), a premissa é a mesma. A fibra e a entrega do potiguar são respeitadas por todos — principalmente pelos rivais. trilhar uma carreira brilhante tendo como alicerce um revés, na estreia como profissional, é um feito que formou o caráter do hoje campeão dos galos. E vencer outras 32 consecutivas é um marco ímpar no MMA. Já são nove anos ou 3.327 dias lembrando o dissabor do tropeço para que os erros não se repitam.

Renan Barão vai colocar cinturão em jogoDivulgação

“O que eu passei serviu para me fortalecer. A cada dia me dedico mais e entro para dar show”, diz Renan. Seu retrospecto impecável e seu estilo completo, não por acaso, o colocam no 3º lugar do ranking peso por peso do evento e confirmam seu favoritismo: de acordo com o site de apostas ‘Betboo’, quem apostar R$ 10 em Barão só receberá R$ 11, em caso de vitória do brasuca. Já quem apostar no ‘azarão’ Dillashaw, pode reaver R$ 57 para cada R$ 10. Sua melhor característica, porém, é a de aterrorizar oponentes.

“Renan é um lutador incrível. Serrá uma guerra. Precisarei dar tudo de mim”, ressalta Dillashaw. Para vencer o brasileiro é preciso suar sangue. Ter sorte é importante, e Dillashaw também vai precisar.

OPINIÃO DE CASCA-GROSSA

Lutador de MMA, Cristiano Marcello treinou TJ Dillashaw em 2013 e analisa o duelo de hoje a pedido da coluna: “O Barão vive momento espetacular, mas o TJ pode vencê-lo. Vai ser um lutão, e estarei assistindo como fã.”

FINALIZA, KEVIN SOUZA!

De equipe nova, Kev</MC>in Souza fará a segunda luta pelo UFC, dia 31, e quer mostrar contra Mark Eddiva, em São Paulo, o quanto evoluiu sob a batuta de Cristiano Marcello, na CM System: “Estou com o jiu-jítsu afiado, pronto para finalizar.”

PORRADA NOS CRÍTICOS

O ‘Caipira de Aço’ está mordido. Substituto de Cigano no UFC SP, dia 31, Fabio Maldonado quer calar quem o subestima contra Stipe Miocic. “A luta se resolve na hora H. Todos opinam, mas poucos entendem...”

Você pode gostar