Por bernardo.argento

Rio - Há 20 anos, na arquibancada do Maracanãzinho, Marcelinho vibrava com seus ídolos do Flamengo em ação, e não poderia imaginar que neste sábado, aos 39, seria um dos maiores ícones do basquete rubro-negro. Mesmo com um currículo recheado de títulos pelo time da Gávea, o ala ainda quer mais e, com a vontade de um garoto, será a referência da equipe que busca o tetracampeonato do NBB contra o Paulistano, às 10h15, na Arena da Barra.

“Eu sempre sonhei em poder vestir a camisa do Flamengo, mas nunca imaginei que poderia ser tão bem sucedido. É uma satisfação muito grande poder estar em quadra para dar alegria para essa Nação”, afirmou.

Marcelinho vai em busca do 14º título com a camisa do FlamengoCarlos Moraes / Agência O Dia

Na reta final de sua carreira, Marcelinho garante que a vontade de jogar ainda é a mesma de quando era juvenil e ainda não definiu uma data para a aposentadoria.

“Eu sou uma pessoa muito competitiva e estou sempre competindo em tudo que eu faço. Enquanto eu tiver essa determinação para estar bem e rendendo, eu vou continuar jogando”, disse.

O fato de jogar em casa, com a torcida apoiando, pode ser um fator de desequilíbrio, mas Marcelinho alerta que mesmo com tudo a favor, o time precisa ter atenção.

“A torcida do Fla faz uma diferença enorme sim, mas não podemos esquecer que do outro lado tem um time muito qualificado, que não chegou à final por acaso. O apoio da Nação será muito importante mas precisamos estar concentrados em fazer o nosso dever em quadra”, alerta.

Reforço importante 

Fora do time há seis meses, o armador Benite voltou a treinar com os companheiros nessa semana, e pode ser um reforço para a decisão: “Depois de tanto tempo fora, voltar a treinar com os companheiros é muito importante, ainda mais próximo de uma decisão. Sei que não estou cem por cento, mas estou pronto para ajudar”.

Adversário aposta em seus gringos 

Uma das surpresas da competição, o Paulistano chegou à final do NBB graças a dois americanos. Liderados pelos alas Holloway e Dawkins, o clube paulista vai em busca do inédito título da liga. O técnico Gustavo de Conti aponta a dupla como fator chave caso o time queira bater o Flamengo.

Os dois são os pilares da equipe, vamos precisar muito do talento da dupla. O nosso modo de jogar gira em torno da dupla. Eles serão essenciais se quisermos ser campeões”, afirm


Você pode gostar