Por victor.abreu
Prost e Senna protagonizaram grandes duelos nas pistas de Fórmula 1AFP

Inglaterra - O tetracampeão mundial, Alain Prost, anda desanimado com a Fórmula 1. O francês acha que as novas mudanças nos carros e as restrições impostas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), estão tirando a emoção da categoria.

“Perdeu-se a emoção de pilotar e de ver uma corrida. Se levar em conta tudo o que pode acontecer na pista, o risco de correr agora é pequeno. Há muitas restrições, muitas regras e muitas coisas diferentes. Acho que se foi longe de mais”, disse o ex-piloto, em entrevista ao site britânico 'Crash.net'.

Um dos exemplos dados pelo tetracampeão mundial de F1, foram os pneus. Agora apenas uma marca é responsável por abastecer todos os carros que disputam as provas. Este monopólio, na opinião de Prost, atrapalha a competitividade da categoria. 

“Vejam o caso dos pneus. Seria melhor ter dois ou três fornecedores porque é uma competição. Além disso, para quê obrigar os pilotos a parar obrigatoriamente?”, indagou.

Prost ganhou os campeonatos de F1 de 85, 86, 89 e 93. Além do talento, o francês ficou conhecido entre os brasileiros por conta da rivalidade com o ídolo nacional, Ayrton Senna. Os pilotos foram companheiros de equipe na McLaren.

Você pode gostar