Assessora diz que prontuários médicos de Schumacher foram roubados

Família vai processar quem divulgar os documentos furtados

Por O Dia

Schumacher acordou do coma na semana passadaReuters

Inglaterra - Michael Schumacher despertou do coma e seu família tem agora uma nova dor de cabeça. Segundo o jornal britânico 'Daily Mail', os prontuários médicos do alemão foram roubados. O que ainda não se sabe ao certo é de qual hospital furtaram os documentos. O de Grenóble, onde Schumi estava desde dezembro do ano passado, ou na Suíça, para onde ele foi transferido na semana passada.

LEIA MAIS: Notícias, treinos e provas: confira o mundo da Fórmula 1

"Há uma série de dias, documentos e informações roubadas estão sendo oferecidos à venda. O vendedor afirma que eles se tratam de prontuários de Michael Schumacher. Não podemos julgar se esses documentos são verdadeiros, mas eles foram claramente roubados. O roubo foi documentado. As autoridades estão envolvidas", informou Sabine.

Tentando preservar a privacidade da família e do piloto a assessora, Sabine Kehm, confirmou que irá processar qualquer pessoa ou veículo de imprensa que divulgar tais informações. Especula-se que o ladrão esteja elaborando um dossiê médico de Schumacher.

"Nós expressamente avisamos que a compra ou publicação desses documentos é proibido. O conteúdo de qualquer prontuário médico é privado e confidencial e não deve ser trazido à público. Nós iremos, portanto, em cada caso, processar criminalmente e cobrar os danos de cada publicação ou referência à esse conteúdo", concluiu.

Últimas de Esporte