Por fabio.klotz

São Paulo - Fã de futebol, Olivinha aproveita o pouco tempo livre que tem em São Paulo, onde treina com a seleção brasileira para o Sul-Americano, para acompanhar o Brasil e a Copa do Mundo. Com os companheiros de Seleção, o ala-pivô assistiu à vitória sobre a Colômbia. Olivinha já projeta o próximo desafio e mostra otimismo com o time de Felipão.

Ao lado dos companheiros de Seleção%2C Olivinha torce para o Brasil na Copa do Mundoarquivo pessoal

"Torcemos muito contra a Colômbia, quase acertei o placar em cheio. Palpitei 2 a 0, mas aquele pênalti não estava previsto (risos). Agora, contra a Alemanha, não vou errar. Será 1x0 Brasil, jogo emocionante, e a final será contra a Argentina. Aí o bicho pega", disse Olivinha.

A contusão de Neymar também deixou o grupo da Seleção de basquete abalado e triste. Olivinha imagina o sentimento do astro do futebol e projeta um esforço maior do time para dedicar a conquista ao astro.

"Para qualquer atleta, deixar de exercer sua profissão por lesão é complicado. No caso do Neymar, isso está multiplicado por mil, porque é uma Copa do Mundo e ainda por cima no Brasil. Eu faço ideia da tristeza dele, mas ele é muito novo, ainda terá muitas Copas pela frente. Acho que, por isso, o grupo, que parece ser já muito unido, vai se fechar ainda mais para conquistar o hexa", declarou o ala-pivô da seleção brasileira e do Flamengo.

Olivinha pôde sentir o clima de Copa do Mundo. Antes de se apresentar à Seleção, ele foi ao Maracanã acompanhar o duelo enrte Uruguai e Colômbia.

A seleção brasileira de basquete se prepara para o Sul-Americano, que será disputado entre os dias 24 e 28 de julho, na Venezuela. O Brasil está no Grupo A, ao lado de Paraguai, Equador e Argentina. Os três primeiros colocados da competição se classificam para o Pan-Americano de Toronto, em 2015. Os quatro primeiros colocados garantem vaga no Pré-Olímpico das Américas.

Você pode gostar