Por pedro.logato

Rio - A coluna retorna após a Copa e a F-1 continua a mesma: Mercedes sobra, Hamilton dá show e Massa coloca a culpa nos outros. A novidade foi o banimento do FRIC, o sistema de suspensões dianteira e traseira interconectadas (que imitava a suspensão ativa, proibida em 94, que melhora a aerodinâmica), mas que não afetou o desempenho da equipe alemã.

Pelo menos em Hockenheim. Com o acidente de Hamilton no sábado, Rosberg sobrou no treino e na corrida. Mesmo com a evolução, a Williams de Bottas ficou anos-luz do alemão, que venceu mais uma, a primeira em casa. Apesar da facilidade do líder do campeonato, a corrida foi interessante e movimentada, principalmente por Hamilton. Largando em 20º, o inglês saiu como um louco, chegou a ultrapassar Raikkonen e Ricciardo de uma só vez e, afobado, até bateu em Button. Por sorte o dano foi pequeno, mas o atrapalhou no duelo com Bottas. Ficou no lucro ao conquistar brilhante terceiro lugar, que manteve viva a briga pelo título.

Rosberg venceu GP em casaFoto%3A EFE

NÃO É SÓ AZAR

Já são 3 GPs, segundo seguido, que Massa bate na largada. Não é só falta de sorte ou culpa dos outros. É incompetência também. Ontem, ele não largou bem e entrou na frente de Magnussen, que já iniciava a curva.

FINLANDÊS DÁ GOLEADA

Se Massa faz péssimo ano, Bottas se consolida na Williams. Além de segurar Hamilton, obteve o terceiro pódio seguido, o 300º da equipe na F-1, e tem 61 pontos a mais que o brasileiro. Que surra!

Você pode gostar