United dá carta branca e não estipula limite financeiro para Van Gaal contratar

Segundo a diretoria, técnico do Manchester não tem limite de orçamento na busca por novos reforços para a temporada

Por O Dia

Estados Unidos - Na primeira temporada após a aposentadoria de Sir Alex Fergunson, o Manchester United não teve o mesmo desempnho com o lendário treinador e acabou ficando fora de uma competição européia. Na temporada 2014-2015 a meta é construir um elenco forte e recuperar o prestígio no cenário europeu. Segundo o vice-presidente executivo do clube, Ed Woodward, o técnico Louis Van Gaal terá carta branca na busca de novos reforços para a equipe

"Não há limite de orçamento aqui, pois estamos em uma posição financeira muito forte. Isso nos dá o privilégio de fazer grandes contratações. Não estamos receosos de gastar um montante significativo de dinheiro nestas transferências. Se for um recorde de valor, não importa. O interesse é contar com um jogador de elite, que interesse ao Van Gaal. Um atleta que pode se tornar uma estrela para o clube", ressaltou.

Novo técnico do Manchester%2C Van Gaal não tem limite de orçamento para contratarEfe

Entretanto, Woodward se mostrou preocupado para que o montante não seja gasto a toa. "Não vamos jogar dinheiro fora. Possuímos um grande relatório de olheiros, que nos mostraram muitas coisas. Porém, Van Gaal é quem toma a decisão final por aqui. Não vou forçá-lo a trabalhar com um jogador que ele não escolheu", explicou.

O técnico Louis Van Gaal já havia declarado que gostaria de trabalhar com o atual elenco antes de ir ao mercado em busca de reforços porém o dirigente afirmou que o Manchester está ativo em busca de novos nomes. "Não estamos sentados esperando por ele. Ainda procuramos por opções e ele é muito bom para comunicar claramente o que deseja", finalizou.

Até o momento, o United acertou a contratação do lateral-esquerdo Luke Shaw, revelação do Southampton, e do meia Ander Herrera, do Athletic de Bilbao. A dupla custou aproximadamente R$ 208 milhões aos cofres dos ingleses. Entretanto, recentemente, o clube firmou vínculo com uma empresa de material esportivo alemã, que lhe rendeu o montante de R$ 2,8 bilhões pelos próximos dez anos.

Últimas de Esporte