Por pedro.logato

Rio - A seleção brasileira passou com tranquilidade no primeiro teste, na quinta-feira, na vitória sobre Angola. Neste sábado, às 10h, no Maracanãzinho, o desafio é mais complicado: a Argentina, na decisão do Super Desafio, torneio preparatório para a Copa do Mundo, que começa no dia 30, na Espanha.

Na quinta, Nenê superou as vaias de 2013, em jogo da NBA no Rio, e foi ovacionado pelo público. Ele conta com a força dos torcedores para bater os rivais.

Brasil encara a Argentina neste sábadoGaspar Nobrega / Divulgação/ Inovafoto

“Nós conhecemos o time da Argentina, a garra deles. Mas algo eles não têm, que é a torcida do povo brasileiro. Vamos fazer de tudo para ganhar, mas sabemos que o momento é fazer ajustes no time”, disse o pivô.

LEIA MAIS: Notícias, informações sobre basquete, vôlei, tênis e muito mais

O técnico Rubén Magnano reforça o discurso de Nenê. Ele destaca que o momento é de testar a equipe e prepará-la da melhor forma para a Copa do Mundo.

“É um rival histórico do Brasil. A Argentina tem jogadores de qualidade e experientes. Será um jogo pegado. Eles e nós sabemos que é uma partida de preparação. Vamos ver se conseguimos parar um pouco do poder ofensivo deles”, projetou.

O ala Alex conhece muito bem a rivalidade com a Argentina e não quer dar o gostinho de os adversários comemorarem no Maracanãzinho: “É um jogo diferente, mais pegado e físico. Eu gosto de jogos assim e me sinto à vontade em quadra. Não podemos deixar os caras ganhar aqui dentro”, avisa.

Você pode gostar