'Messi parece que está ao mesmo nível de Maradona', afirma Riquelme

Meia compara os dois maiores jogadores do futebol argentino e, diferentemente dos compatriotas, não critica atuações do craque do Barcelona com a camisa 10 da seleção portenha

Por rodrigo.hang

Argentina - Na Copa do Mundo do Brasil, Messi oscilou nas suas atuações. Jogou bem algumas partidas e foi mal em outras, como na final para a Alemanha. Mesmo assim, foi eleito o melhor jogador do Mundial, para surpresa geral no mundo do futebol. Ele recebeu a Bola de Ouro do torneio das mãos do presidente da Fifa, Joseph Blatter. Mario Kempes e Diego Armando Maradona, líderes nos títulos da Argentina em 1978 e 1986, respectivamente, criticaram a escolha. Outro ídolo portenho, Juan Roman Riquelme, defendeu o atual camisa 10 da seleção e o comparou com o Pibe. 

Messi e Riquelme jogaram juntos pela ArgentinaReprodução Internet

"Dissemos que ninguém iria nascer com o mesmo talento que Maradona e agora temos a oportunidade de ver o Messi e ele parece que está ao mesmo nível", disse ao Fox Sports.

Maradona critica escolha de Messi como Bola de Ouro do Mundial: 'É injusto'

Riquelme seguiu exaltando Messi. Para ele, o craque do Barcelona - clube pelo qual foi eleito quatro vezes o melhor jogador do mundo - parece estar desligado do jogo, mas que em fração de segundos faz jogadas rápidas e geniais.

"Messi às vezes parece desligado do jogo, mas de repente ele começa a driblar e avança com a bola de forma ofensiva. Ele decide como ninguém. Temos que curtir Leo (Messi), ele é o melhor. Nós temos a sorte de vê-lo jogar", comentou o jogador, que deixou o Boca Juniors e assinou recentemente com o Argentinos Juniors, clube onde começou a carreira.

'Não o vejo como o melhor da Copa', diz Mario Kempes sobre prêmio de Messi

Os elogios de Riquelme têm fundamento. O meia jogou com Messi pela seleção da Argentina. Juntos, eles disputaram a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, e conquistaram a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia