Por victor.abreu
Grêmio pode ser excluído da Copa do BrasilDivulgação

Porto Alegre - O irmão da torcedora gremista Patrícia Moreira, que foi flagrada por uma câmera da "ESPN Brasil" no momento em que chamava o goleiro Aranha, do Santos, de 'Macaco', garantiu que ela irá se desculpar, em breve, com o jogador.

Notícias, resultados e bastidores da Copa do Brasil

Em entrevista ao jornal gaúcho "Zero Hora", o relata o momento difícil que sua família está passando por conta da atitude de Patrícia. A jovem teria até recebido ameaças de morte e de estupro em mensagem no Whatsapp.

"Ela errou e admite. Nós temos consciência disso, mas ela nos disse que estava no embalo do jogo, da Geral do Grêmio. No momento certo, ela virá a público para se desculpar com o Aranha. É um momento muito difícil para nós todos, que nunca nos envolvemos em problemas com a Justiça", disse o irmão da torcedora ao jornal “Zero Hora”.

Patrícia deve receber sua intimação para depor sobre o episódio ainda nesta quinta-feira. A torcedora deve ser apresentar na delegacia entre quarta ou quinta-feira. Para evitar o linchamento da sociedade, a torcedora deve se mudar de Porto Alegre.

"Ela terá de se mudar, não tem mais condições de continuar no mesmo lugar. Queremos dizer ao Brasil que a Patrícia não é racista, ela agiu errado, mas tem muitos amigos negros, somos pessoas humildes, não merecemos todo esse linchamento que está ocorrendo", garante o irmão da torcedora.

Você pode gostar