'Se Ribéry não quiser voltar à Seleção, é preciso respeitá-lo', afirma Zidane

Craque francês saiu em defesa do jogador do Bayern de Munique, que pediu para não ser mais convocado

Por O Dia

Zidane saiu em defesa de RibéryReuters

França - Um dos maiores nomes da história do futebol francês, o ex-jogador Zinedine Zidane acredita que o compatriota Frank Ribéry ainda tem muito a oferecer à seleção nacional, mas considera importante respeitar a decisão do meia do Bayern de Munique de não querer voltar a jogar pelos "bleus". "É um jogador que pode oferecer muito à seleção francesa, algo diferente dos demais. Mas parto do princípio que, quando um jogador decide não ir à seleção, é preciso respeitar sua escolha sem forçá-lo ou puni-lo", declarou nesta terça-feira em entrevista à rádio "RMC".

Ribéry anunciou em agosto a intenção de se aposentar da seleção francesa, dois anos antes da realização da Eurocopa na França. A decisão do jogador, de 31 anos, veio depois de ter sido cortado da Copa do Mundo no Brasil devido a uma lesão nas costas. A situação não repercutiu bem na Uefa. Em resposta, o presidente Michel Platini assinalou que se Ribéry for convocado e se negar a jogar será suspenso por três partidas com o Bayern de Munique.

Pouco depois, o meia ratificou a decisão e revelou que já havia combinado tudo com o técnico francês. "Entrei em acordo com o técnico, Didier Deschamps. No futuro, penso em me concentrar totalmente no meu trabalho no Bayern de Munique", disse o jogador, eleito o terceiro melhor do mundo pela Fifa na última temporada

Últimas de Esporte