Com 3 de Neymar e gol histórico de Messi, Barça goleia Granada em casa

Líderes do espanhol aplicaram um 6 a 0 no Camp Nou

Por O Dia

Espanha - O Barcelona deixou para trás a imagem ruim deixada no empate sem gols com o Málaga na última quarta-feira, em que não deu um chute sequer a gol, da melhor forma possível, goleando o Granada por 6 a 0 neste sábado e mantendo a voltando à liderança do Campeonato Espanhol. A tarde no estádio Camp Nou foi da dupla formada por Neymar e Messi.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Espanhol

Neymar brilhou na vitória do BarcelonaEfe

O brasileiro assinalou seu segundo "hat trick" com a camisa azulgrená, enquanto o argentino balançou a rede duas vezes e chegou a 401 gols na carreira.

O Barça soma agora 15 pontos no Espanhol e só deixará a ponta da tabela se o Valencia repetir a diferença de seis gols na visita à Real Sociedad neste domingo ou se, ainda hoje, o Sevilla vencer o Atlético de Madrid por 11 de diferença no Vicente Calderón.

Já o Granada aparece na oitava colocação, com oito pontos. O jogo começou em ritmo lento, e o time da casa até tinha o controle das ações, mas se mostrava pouco inspirado.

Até que, com alguma sorte, Neymar fez 1 a 0 aos 26 minutos do primeiro tempo. O camisa 11 chutou sem muita força, a bola desviou na marcação e entrou lentamente. Rakitic aproveitou cruzamento de Messi e fez o segundo, aos 43, e, três minutos depois, Neymar aproveitou rebote de tentativa de Munir e marcou mais um.

Três virou, e seis acabou. Aos 16 minutos da segunda etapa, Daniel Alves foi lançado por Xavi na direita e cruzou de primeira para Messi, que escorou e marcou o 400º gol da carreira. Quatro minutos depois, o argentino voltou a atacar de garçom e serviu Neymar, que se tornou o quinto brasileiro a registrar uma 'tripleta' pelo Barça no Espanhol, depois de Evaristo de Macedo, Romario, Ronaldo e Rivaldo.

A outra vez que o ex-jogador do Santos fez três pelo Barcelona foi diante do Celtic, pela última Liga dos Campeões. Coube a Messi fechar a conta, aos 37 minutos. O argentino levou a melhor sobre a marcação de Murillo, tirou o goleiro e tocou para a meta desguarnecida.

Últimas de Esporte